Piloto russo se sente mais próximo da equipe e acredita que os resultados estejam melhorando por isso

Vitaly Petrov notou uma melhora em seu desempenho em relação ao ano passado, quando terminou o campeonato na 13ª colocação. Hoje, em sétimo no Mundial de Pilotos , o russo acredita que a maior proximidade que tem com sua equipe, a Lotus Renault, tem ajudado nesta temporada.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Você começa a se aproximar da equipe, e a equipe começa a te seguir, e te ajuda a estar em sua melhor forma. Você pode trabalhar junto com eles e vira amigo deles. Me sinto em casa, e eles têm me apoiado o ano inteiro. Talvez seja por isso que os resultados estejam aparecendo neste ano”, disse Petrov.

O piloto admitiu que não estava em sua melhor forma na última temporada e pretende voltar ao pódio – como fez no Grande Prêmio da Austrália, quando foi terceiro – ou até vencer uma prova ainda neste ano.

“Todos os pilotos querem vencer e estar no topo, mas acho que estamos no caminho certo. O ano passado não foi fantástico, mas nessa temporada aconteceram muitos avanços, e ainda estamos evoluindo juntos. Tudo é possível nessa vida. Você pode ver o que aconteceu no Canadá . Foi uma grande bagunça, então se acontecerem mais corridas como essa tudo será possível”, opinou o russo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.