Tamanho do texto

Ano passado, os franceses procuraram Bernie Ecclestone para pedir um adiantamento de cotas

O chefe da Lotus Renault, Eric Boullier, negou que sua equipe esteja sofrendo problemas financeiros. Ano passado, os franceses procuraram o presidente da empresa que administra a categoria (FOM), Bernie Ecclestone, para pedir um adiantamento de cotas, alegando problemas de fluxo de caixa. Há cerca de duas semanas, a revista alemã Auto motor und Sport noticiou que o dono da Genii, Gerard Lopez, veio ao Brasil para buscar patrocinadores, no objetivo de substituir o alemão Nick Heidfeld pelo brasileiro Bruno Senna .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A equipe pertence a esse grupo de investimentos luxemburguês e, para esta temporada , anunciou uma parceria com a montadora Lotus.

"Entendo que existe inveja no paddock e algumas pessoas que querem nos provocar. Afetar a moral das pessoas obviamente foi o objetivo delas. O futuro é claro e brilhante. Temos patrocinadores sólidos, proprietários sólidos, com boa base financeira, e temos bons planos", garantiu.

A Renault começou bem a temporada, com dois pódios, um de Vitaly Petrov e outro de Heidfeld, e ocupa a quarta colocação no Mundial de Construtores com 61 pontos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.