Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Red Bull poderá contar com o KERS no GP da Malásia

Christian Horner, chefe da equipe, afirmou que está confiante no uso do sistema para a segunda prova da temporada

iG São Paulo |

Neste domingo, o chefe da equipe Red Bull, Christian Horner, afirmou que está mais otimista no que diz respeito às chances de usar o KERS nos carros da escuderia durante o Grande Prêmio da Malásia. Ainda assim, Horner garantiu que a decisão final só será tomada na próxima sexta-feira, durante os treinos livres no circuito de Sepang.

A equipe retirou o Sistema de Reaproveitamento da Energia Cinética dos seus bólidos no GP da Austrália, primeiro da temporada. Mas isso não causou maiores problemas para a Red Bull, já que Sebastian Vettel conseguiu a pole position e a vitória em Melbourne mesmo sem o KERS.

AP
Carros da Red Bull podem ter o KERS em Sepang

“Na Austrália a decisão de tirar ou deixar o KERS nos carros foi feita em cima da hora”, afirmou Horner à BBC. “No final todos concordaram que havia muitos riscos envolvidos e decidimos não usar o sistema, porque os benefícios em um circuito como Melbourne são muito limitados”.

No circuito de Sepang, porém, o KERS deverá ser bastante útil para as equipes. Até por isso, Horner aposta na utilização do sistema. “Agora, com a rodagem que tivemos em Melbourne, nossa confiança aumentou. E espero que, se tudo correr bem na Malásia na sexta-feira, possamos fazer a estreia do KERS nos nossos carros no fim de semana que vem”.

“Na última corrida não nos atrapalhou (correr sem o KERS), mas é preciso lembrar que há um acréscimo de 80 HPs, então é um ganho efetivo de algo em torno de 0.3, 0.4 segundos”, completou.
 

Leia tudo sobre: redbullkersmalásia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG