Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Red Bull espera perder 0s5 por volta sem o difusor aquecido

Para Helmut Marko, consultor da equipe, a mudança de regra durante a temporada é incompreensível

Gazeta |

Embora todas as equipes sejam afetadas pela proibição do difusor aquecido a partir do GP da Inglaterra, em 10 de julho, a Red Bull pode ser uma das mais prejudicadas. O conselheiro da equipe, Helmut Marko, afirmou que essa decisão foi tomada especificamente para segurar os austríacos após cinco vitórias nas sete primeiras etapas. Ele teme perder até 0s5 por volta.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A Red Bull descobriu uma sistema de injeção de combustível no motor, mesmo em momentos sem aceleração. Após a combustão, o ar quente passa pelo difusor aquecido e aumenta a força aerodinâmica. Outra medida contra isso foi o banimento do mapeamento dos propulsores, entre a classificação e a corrida, que possibilitava alterar a configuração.

"Nós teríamos entendido se isso fosse implementado no final da temporada como outras tantas atualizações técnicas. Fazer isso no meio dela é estranho e incompreensível. Esperamos perder 0s5 por volta sem o difusor", reclamou o braço direito de Dietrich Mateschitz, dono da Red Bull.

Ele garante, no entanto, que medidas estão sendo tomadas para manter a hegemonia de Sebastian Vettel. O alemão lidera o Mundial de Pilotos com 186 pontos, 77 a mais que o inglês Jenson Button da McLaren, e venceu seis vezes em oito corridas.

"Nós nos preparamos para compensar essa perda em termos de configuração e medidas aerodinâmicas. Estamos otimistas que isso vai conseguir manter nosso nível de performance", comentou.

Entre os construtores, a Red Bull tem a primeira colocação com 255 pontos. A McLaren aparece na sequência com 186.

Leia tudo sobre: GENETFórmula 1Red BullHemult MarkoGP da Inglaterra

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG