Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Red Bull e McLaren mostram confiança. Ferrari reclama

Massa e Alonso lamentam distância para as principais rivais no primeiro dia de treinos na Malásia

iG São Paulo |

Na madrugada desta sexta-feira foram realizados os dois primeiros testes preparatórios para o Grande Prêmio da Malásia, que acontecerá às 5hs de domingo (horário de Brasília). O último treino livre e o classificatório acontecerão na madrugada deste sábado, às 2hs e 5hs, respectivamente. O iG automobilismo transmite os dois treinos e a corrida em tempo real.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Mark Webber dominou as duas sessões desta sexta-feira. No primeiro treino, o australiano marcou o melhor tempo da bateria com folga. O piloto da Red Bull cravou 1min37s651, contra 1min39s316 de Lewis Hamilton, segundo colocado. Já na segunda parte, Webber teve mais trabalho e ficou apenas 0s005 à frente de Jenson Button.

As sessões ficaram marcadas por problemas nos carros de alguns pilotos. No primeiro treino, Vitaly Petrov, da Lotus Renault, Narain Karthikeyan, da Hispania, e Jérôme d’Ambrosio, da Virgin, precisaram parar por causa de falhas. Mais tarde, foi vez de Pastor Maldonado, da Williams, bater e abandonar o treino.

Webber deixou os treinos bastante animado, mas afirmou que muita coisa pode mudar no sábado. “Parece que está tudo bem, mas ainda são os primeiros dias de um fim de semana de corrida. Dirigimos no seco hoje e o carro teve um bom desempenho. Estava confiável, o que sempre é bom”, ressaltou.

Button também comemorou seu resultado, principalmente pela melhora no segundo treino livre. “A sessão desta tarde foi muito melhor que a da manhã. Achamos as coisas um pouco difíceis no P1. Depois de Melbourne, escolhemos tomar uma certa direção para resolver os problemas que tivemos na primeira corrida, mas a pista é muito diferente aqui. Então desistimos de algumas dessas mudanças, e tudo está com um melhor desempenho”, disse.

Seu companheiro, Lewis Hamilton, também foi bem (terminou com o segundo e o terceiro melhor tempo nos treinos). Após as sessões, o britânico afirmou que a McLaren está cada vez mais próxima da Red Bull. “Parecemos estar razoavelmente perto do topo na tabela dos tempos, e acho que demos alguns passos positivos com o acerto do carro”.

Michael Schumacher, da Mercedes, foi outro que comemorou o desempenho da equipe nos treinos. Após a decepção na Austrália, quando nem ele nem seu companheiro, Nico Rosberg, terminaram a prova, o alemão alertou para um bom avanço dos carros da equipe para a Malásia.

“Definitivamente demos um passo na direção correta e estamos mais perto de nosso desempenho em Barcelona do que em Melbourne. Eu espero que tenhamos mais melhorias pela frente”, afirmou o heptacampeão, que fez o terceiro e o quinto melhor tempo nos treinos da sexta-feira.

Mas nem todos tiveram motivos para comemorar. A Ferrari, por exemplo, mais uma vez decepcionou. Felipe Massa, que ficou com o sexto tempo nas duas partes do treino, lamentou a distância da equipe italiana para as rivais Red Bull e McLaren. “É lógico que eu esperava ser mais rápido, especialmente quando comparado às duas equipes que estão claramente na frente”, disse.

Fernando Alonso, seu companheiro de equipe, também reclamou. “Dada a maneira como as coisas aconteceram hoje, parece que vai ser um fim de semana difícil, mas faremos tudo o que pudermos para chegar mais perto dos mais rápidos”.

Rubens Barrichello, da Williams, também não teve muito para comemorar. O brasileiro teve como melhor colocação o oitavo lugar, na primeira parte dos treinos. “Agora eu não estou totalmente feliz com o equilíbrio, mas nós completamos bem as saídas mais longas”, afirmou.

Leia tudo sobre: mark webberred bullmalásiatreinofelipe massa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG