Piloto é o mais jovem do grid nesta temporada e sonha em substituir Webber na Red Bull em 2013

Anunciado em dezembro do ano passado como um dos titulares da Toro Rosso para a temporada 2012 da Fórmula 1 , Jean-Éric Vergne surge como a grande esperança do automobilismo francês, que, desde 1993, com o tetracampeonato de Alain Prost, não conquista um título da F1.


Leia também:
Hamilton alega compromisso e não vai depor em julgamento de Sutil

Com 21 anos, o piloto é o mais jovem do grid e chega carregado de expectativa. Mesmo com outros dois compatriotas disputando a temporada ( Romain Grosjean e Charles Pic ), é em Vergne que os franceses apostam suas fichas para voltar a viver dias de glórias na categoria. Um dos motivos para acreditar no piloto é sua ascensão meteórica.

Jean-Éric Vergne faz sua estreia na Fórmula 1 nesta temporada
Getty Images
Jean-Éric Vergne faz sua estreia na Fórmula 1 nesta temporada

Nascido na cidade de Pontoise, Vergne iniciou cedo sua trajetória como piloto – com 11 anos já disputava campeonatos de kart. Mas foi só em 2010, correndo pela Fórmula 3 britânica, que ganhou seu primeiro título em monopostos. A conquista já lhe valeu uma vaga como piloto reserva da Toro Rosso.

Em 2011, Vergne ganhou mais destaque durante os testes para jovens da F1 em Abu Dhabi , no fim de novembro. Ele foi o mais veloz dentre todos os participantes após três dias de testes, marcando um tempo apenas meio segundo mais lento que a marca da pole position de Sebastian Vettel no circuito de Yas Marina.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Vettel, aliás, pode ser visto como um espelho para o francês e gera outro fator de confiança para seu sucesso. As carreiras de ambos guardam algumas similaridades. Assim como o alemão, Vergne teve apoio da Red Bull durante sua trajetória.

Além disso, foi na Toro Rosso que Vettel mostrou seu potencial na Fórmula 1 e cavou seu espaço na Red Bull. Esse também é o objetivo de Vergne. Se conseguir fazer uma temporada pela escuderia italiana parecida com a de Vettel em 2008, o francês vira forte candidato a substituir Mark Webber em 2013 – o contrato do australiano com a bicampeã entre os construtores acaba no fim deste ano.

A concorrência pelo posto, porém, é alta. O francês compete principalmente com seu companheiro de equipe, Daniel Ricciardo, e com o atual piloto reserva da Red Bull, Sébastien Buemi . Mas, com total apoio da equipe, talento e um pouco de sorte, Vergne pode surpreender, ficar com a vaga e colocar mais um ponto de semelhança entre sua trajetória e a do atual bicampeão.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.