Há 67 anos na categoria, circuito inglês tem Alain Prost como maior vencedor e histórias incríveis. Confira algumas delas

Silverstone foi o primeiro palco da Fórmula 1
F1 / Divulgação
Silverstone foi o primeiro palco da Fórmula 1

A 10ª etapa da temporada 2017 da Fórmula 1, que acontece neste domingo, será realizada em Silverstone , um dos circuitos mais tradicionais da categoria. A pista inglesa foi palco da primeira prova da história da categoria, em 1950, e, desde então, presenciou momentos memoráveis.

Leia também: "Grid girls" do automobilismo correm risco de extinção; veja fotos das beldades

O tetracampeão Alain Prost é o maior vencedor do Circuito de Silverstone, com cinco vitórias, ao lado de Jim Clark. O britânico Lewis Hamilton, com quatro vitórias neste grande prêmio da Fórmula 1 , pode igualar Prost e Clark.

Carro de de Schumacher após acidente em 1999 que o afastou das pistas por três meses
Reprodução
Carro de de Schumacher após acidente em 1999 que o afastou das pistas por três meses

Michael Schumacher também marcou seu nome na história da pista, com três triunfos. Mas foi lá também que o heptacampeão viveu um dos momentos mais delicados de sua carreira, em 1999, quando um grave acidente no circuito inglês o impediu de correr por três meses.

Leia também: "Era Rubens Barrichello" foi marcada por grandes mudanças na Fórmula 1

Com três triunfos no circuito, Nigel Mansell é outro que gravou grandes momentos na história de Silverstone. Em 1987, o inglês conseguiu uma recuperação incrível para ultrapassar Nelson Piquet e vencer a corrida, levando os torcedores locais ao delírio. Quatro anos depois, em nova vitória, Mansell foi protagonista de uma das cenas mais clássicas da Fórmula 1: o britânico deu carona a Ayrton Senna até os boxes, pois o brasileiro havia ficado sem combustível na última volta.

Confira a seguir esses e outros momentos marcantes do Circuito de Silverstone:

1) Nascimento da Fórmula 1

Em 1950, Giuseppe Farina vence a primeira prova de Fórmula 1 da história, no circuito de Silverstone
Reprodução
Em 1950, Giuseppe Farina vence a primeira prova de Fórmula 1 da história, no circuito de Silverstone

A primeira corrida da história da F1 foi realizada em Silverstone, no dia 13 de Maio de 1950. O evento atraiu 200 mil espectadores e contou com a presença da Família Real Britânica. Giuseppe Farina, com um Alfa Romeo, marcou seu nome na categoria ao conquistar a primeira pole position e vencer a prova inaugural do Grande Prêmio da Inglaterra. Mais tarde, o italiano tornou-se também o primeiro campeão mundial da categoria. A corrida em Silverstone naquele ano contou com a participação de 21 carros – dentre eles o do argentino Juan Manuel Fangio.

2) Mansell tem recuperação incrível e vence em casa

Nigel Mansell com o troféu da emocionante corrida de 1987, que levou os torcedores a invadirem a pista para comemorar a vitória do britânico
Reprodução
Nigel Mansell com o troféu da emocionante corrida de 1987, que levou os torcedores a invadirem a pista para comemorar a vitória do britânico

A prova de 1987 levou o público britânico ao delírio. A intensa rivalidade entre os pilotos da Williams, Nelson Piquet e Nigel Mansell, ditou o ritmo da corrida, com o brasileiro na ponta, seguido de perto pelo inglês. Mas a emoção começou de verdade após pit stop de Mansell pouco antes da metade da prova.

O inglês chegou a ficar 28 segundos atrás de Piquet, mas, quebrando o recorde da pista volta atrás de volta, conseguiu ultrapassar o brasileiro a dois giros do fim com uma manobra memorável na curva Stowe. Após cruzar a linha de chegada na frente, o carro de Mansell ficou sem combustível e os torcedores britânicos aproveitaram para invadir a pista e comemorar a vitória junto com o piloto da casa.

3) Mansell dá carona a Senna

Ayrton Senna pega carona no carro de Nigel Mansell após ficar sem combustível na última volta do GP de 1991
Reprodução
Ayrton Senna pega carona no carro de Nigel Mansell após ficar sem combustível na última volta do GP de 1991

Em 1991, ano do tricampeonato de Ayrton Senna, o brasileiro não teve muita sorte na corrida da Inglaterra. Senna largou em segundo e estava bem até a última volta, quando seu carro ficou sem combustível. Mas o revés deu origem a uma cena famosíssima: Senna resolveu pegar uma carona no carro de Mansell, vencedor daquela prova, para voltar aos boxes. Apesar do infortúnio, a corrida não foi de todo mal para o brasileiro, pois, mesmo sem alcançar a linha de chegada, o piloto foi classificado em quarto e garantiu pontos preciosos visando seu último título mundial na Fórmula 1.

4) Prost: o maior vencedor de Silverstone

Williams de Alain Prost, campeão na ecuderia durante parceria com a Renault
Reprodução
Williams de Alain Prost, campeão na ecuderia durante parceria com a Renault

Alain Prost é o maior vencedor em Silverstone, com cinco vitórias. Em 1993, ano de seu tetracampeonato mundial, o piloto francês conquistou seu último triunfo no circuito inglês. Sua despedida do GP da Inglaterra aconteceu em grande estilo e contou com uma ultrapassagem histórica sobre seu rival e ex-companheiro de equipe Ayrton Senna, durante uma disputa envolvendo também Michael Schumacher, que logo em seguida também superou o brasileiro. O pódio poderia ter contado com os três campeões não fosse Senna, mais uma vez, ter ficado sem combustível na última volta.

Schumacher, que terminou aquela prova na segunda colocação, também é um dos maiores vencedores do circuito inglês – o heptacampeão tem três triunfos em Silverstone. Apesar disso, foi ali também que o alemão viveu um dos piores momentos de sua carreira. Durante o GP inglês de 1999, um grave acidente forçou Schumacher a ficar três meses sem correr.

5) Tem um doido na pista

Cornelius Horan, fanático religioso irlandês, invade a pista em 2003
F1
Cornelius Horan, fanático religioso irlandês, invade a pista em 2003

Em 2003, um fanático religioso irlandês roubou os holofotes da vitória de Rubens Barrichello no Grande Prêmio da Inglaterra. Na 12ª volta, Cornelius Horan invadiu a pista vestido com trajes típicos, caminhou alguns metros perto dos carros carregando cartazes com os dizeres: “Leia a Bíblia. A Bíblia está sempre certa” e forçou a entrada do Safety Car. A invasão fez com que boa parte dos carros fosse para os boxes e Barichello, que havia largado na pole, caiu para oitavo. Após várias ultrapassagens, porém, o brasileiro conseguiu chegar à frente e conquistou uma de suas duas vitórias na temporada.

Leia também: Saiba quem são as mulheres que mantêm viva a marca Ayrton Senna

Fora da Fórmula 1, Cornelius Horan voltaria a ter seus segundos de fama no ano seguinte, nos Jogos Olímpicos de Atenas, na Grécia. O torcedor invadiu a pista durante a maratona, que fechava a Olimpíada, e agarrou Vanderlei Cordeiro de Lima, que liderava a prova até aquele momento. Prejudicado pelo torcedor, o maratonista brasileiro terminou na terceira colocação e ficou com a medalha de bronze. Mas poderia ser o ouro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.