Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Prestes a receber mais um GP, China sonha em ter um piloto na F1

País apresentou evolução no automobilismo nos últimos anos e conta com um representante no programa de jovens da HRT

Bruno Gecys, iG Automobilismo |

Prestes a receber pela nona vez um Grande Prêmio de Fórmula 1, a China pode se gabar de ter conquistado algum espaço no automobilismo mundial nos últimos anos. Antes de 2004, ano de estreia da categoria no país, a tradição do esporte era quase nula entre os chineses.

Leia também: Faça um volta virtual no circuito de Xangai, na China

Mas o panorama mudou nos últimos anos. O exemplo mais recente disso foi o anúncio de Ma Qing Hua para o programa de jovens pilotos da HRT. Pode parecer pouco, mas esse é mais um passo para que um representante do país seja titular de uma equipe da categoria pela primeira vez na história.

“Estou muito honrado de ser parte do programa da equipe que, com trabalho e esforço, vai me permitir ser o primeiro piloto chinês de Fórmula 1. É um momento especial para mim. Sempre sonhei em ser um piloto de Fórmula 1”, afirmou o jovem de 24 anos, que já passou pela Fórmula Renault, A1 GP, F3 Britânica e Superleague.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Apesar de nunca ter tido um piloto titular na categoria, a China já viu um representante testar um F1. Ho-Pin Tung foi o primeiro chinês a despontar no automobilismo mundial.

Tung é nascido na Holanda, mas naturalizou-se chinês por conta da origem de sua família. Em dezembro de 2003, se tornou o primeiro piloto do país a testar um F1. Tung teve a chance de guiar um carro da Williams, em Jerez de la Frontera, logo após vencer a Fórmula BMW asiática. Em 2007, fez uma exibição com a Sauber no fim de semana do GP da China. Em 2010, repetiu a função na Renault, quando os titulares eram Robert Kubica e Vitaly Petrov.

Se não conseguiu competir na maior categoria do automobilismo mundial, Tung pelo menos alcançou o feito de ser o primeiro chinês a correr pela Indy. No ano passado, disputou o GP de Sonoma e tentou correr nas 500 milhas de Indianápolis, mas acabou se envolvendo em um acidente e não conseguiu classificação. O piloto ainda teve passagens pela GP2, em 2010, e Fórmula Superleague.

Getty Images
Ho-Pin Tung (à direita) fez apresentação com a equipe Renault em 2010

Siga o iG Automobilismo no Twitter

E não é só com novos pilotos que a China mostra sua evolução no automobilismo. Além de ter conquistado a chance de sediar um GP da F1 a partir de 2004, o país agora também receberá uma prova da Indy. A China tomou o lugar do Japão da categoria e receberá uma prova na cidade de Qingdao neste ano.

Assim como em vários aspectos econômicos, a China mostra que a evolução no automobilismo também anda depressa no país. Se depender dos chineses, nomes como Ma Qing Hua e Ho-Pin Tung podem ser cada vez mais presentes nas principais categorias do automobilismo mundial, e seus circuitos continuarão no calendário das principais competições.

O Grande Prêmio da China de Fórmula 1 acontece neste domingo (15), às 4h (Brasília), e você pode acompanhar todos os detalhes da prova em tempo real.

Confira a programação completa do fim de semana da Fórmula 1 na China*:

Quinta-feira, 12 de abril
1º treino livre: 23h

Sexta-feira, 13 de abril
2º treino livre: 3h

Sábado, 14 de abril
3º treino livre: 0h
Classificatório: 3h

Domingo, 15 de abril
Grande Prêmio da China: 4h

* Sempre pelo horário de Brasília

Leia tudo sobre: xangaichinafórmula 1f1automobilismoindyMa Qing HuaHo-Pin Tung

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG