Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Por Coughlan, equipe da Nascar deve processar a Williams

MWR se sentiu lesada pela saída do projetista, e disse que a escuderia da F1 negociou de maneira ilegal

iG São Paulo |

A contratação de Mike Coughlan pode causar problemas para a Williams. A escuderia deve ser processada pela Michael Waltrip Racing, equipe da Nascar em que o designer trabalhava antes de anunciar seu retorno à Fórmula 1.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Contratado para ser o novo chefe de engenharia da Williams, Coughlan trabalhava como projetista da MWR, equipe que diz que a escuderia da F1 negociou com o designer enquanto ele estava sob contrato.

O time da Nascar alega que sofreu danos esportivos e financeiros com a perda de Coughlan, já que perdeu visibilidade para brigar por patrocínios. O processo pode render até US$ 75 mil (cerca de R$ 118 mil) para a MWR. A Williams, no entanto, ainda não foi notificada da ação legal.

“A Williams está ciente das reportagens que dizem que um processo foi registrado pela Michael Waltrip Racing contra a equipe e Mike Coughlan. Nem Mike nem a equipe receberam notificações de qualquer procedência, ou tiveram algum contato com a Michael Waltrip Racing desde o começo de junho. Consequentemente, não temos mais comentários sobre o assunto”, disse um representante da escuderia.

Leia tudo sobre: WilliamsF1Mike CoughlanMWRNascar

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG