Federação Indiana afirma que mudança de data só aconteceu por causa da remarcação do GP do Bahrein

Os organizadores do GP da Índia insistiram nesta segunda-feira (6) que a construção do circuito será concluída antes do tempo limite e que a única razão para a mudança da data da corrida, que estava prevista para outubro, foi para viabilizar a realização do GP do Bahrein na temporada 2011 da Fórmula 1.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) decidiu na semana na semana passada marcar o GP do Bahrein para o dia 30 de outubro, data originalmente designada para o GP da Índia, que passará a fechar a temporada em dezembro . O GP do Bahrein abriria a temporada em março, mas foi cancelado por conta de protestos contra o governo.

Vicky Chandhok, presidente da Federação de Automobilismo da Índia, disse nesta segunda-feira que o reescalonamento "não tem nada a ver com a pista, que estará pronta bem antes do previsto". "Se você me perguntar se a pista estará pronta de acordo com a data original, a resposta é sim", disse Chandhok.

A Índia está construindo o circuito de Fórmula 1 nos arredores da capital Nova Délhi. Os preparativos para os Jogos da Commonwealth, em Nova Délhi, no ano passado foram assolados por atrasos nas obras. Porém, não há relatos de atrasos graves no projeto para a Fórmula 1. "Nós conversamos com nossos promotores, que disseram que não havia problema. Estamos felizes em fazer a mudança para acomodar o GP do Bahrein", disse.

Chandhok afirmou que os organizadores indianos pediram um intervalo de duas semanas entre a penúltima corrida no Brasil, prevista para o dia 27 de novembro, e o GP da Índia. "Isso é apenas devido à logística como a distância entre a América do Sul e a Índia e o transporte dos carros", disse. "Não tem nada a ver com a pista".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.