Tamanho do texto

Bicampeão do mundo, alemão recebeu elogios de pessoas ligadas ao automobilismo durante toda temporada

Sebastian Vettel, campeão no Grande Prêmio do Japão deste domingo (9), sobrou nesta temporada . O alemão da Red Bull não deu chances aos oponentes. As nove vitórias em 2011 provaram sua superioridade durante todo ano em que deixou Ferrari, McLaren e inclusive seu parceiro de Red Bull, Mark Webber, para trás no Mundial. Em decorrência desta consistência, o jovem de 24 anos foi o principal alvo de declarações de figuras importantes do mundo da velocidade.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

E Vettel pode se orgulhar por ter sido tão mencionado. Os elogios feitos ao alemão vieram de nomes consagrados na Fórmula 1 . Exemplo do tricampeão Niki Lauda, que apontou o “instinto assassino” do bicampeão mais jovem da história. Outro ex-piloto a seu favor é Gerhard Berger, que foi dirigente de Vettel na Toro Rosso. Mais um ex-manager a defender o alemão é Flavio Briatore, ex-chefe da Renault.

Mas o nome de Vettel não foi citado só por gente que já deixou de atuar nos paddocks da principal categoria do automobilismo. Até os atuais adversários se renderam a falar da campanha do mais novo bicampeão da F1. Alguns apontaram o alemão como vencedor do título mesmo antes do término da temporada. Outros, como Adrian Newey e Christian Horner, integrantes da Red Bull, encheram de elogios o piloto.



Confira as principais declarações sobre o bicampeão Sebastian Vettel ao longo do ano:

David Coulthard , piloto de F1 de 1994 a 2008: "Acho que nós podemos estar testemunhando o desenvolvimento do melhor piloto de todos os tempos. Ainda não podemos dizer isso, é claro. Apenas a história vai julgar isso. O fato é que Seb continua a melhorar cada aspecto de seu jogo".

Adrian Newey , projetista colecionador de títulos na F1: "O que é mais impressionante sobre ele é que ele raramente comete o mesmo erro duas vezes"

Niki Lauda , tricampeão mundial de Fórmula 1: "Vettel provou com seu instinto assassino e sua agressividade que ele é um piloto de verdade, não um acumulador de pontos".

Fernando Alonso , bicampeão mundial e rival de Vettel: "Não entendo os críticos que dizem que ele não é um piloto de verdade. Ele é um grande campeão prestes a vencer seu segundo título e tem qualidades notáveis, como uma grande velocidade".

Flavio Briatore , ex-dirigente de F1, que o compara ao heptacampeão Michael Schumacher e a Fernando Alonso: “Ele é super forte, tem a atitude certa e me lembra Michael Schumacher e Fernando Alonso quando eles ganharam o título mundial pela primeira vez".

Christian Horner , chefe da Red Bull: "Ele nunca para de nos surpreender. Está sempre pensando, o que é uma de suas maiores forças” .

Gerhard Berger , ex-piloto e dirigente de Vettel na Toro Rosso: "Se alguém tem qualidades de liderança, esse alguém é Sebastian. Ele já mostrou isso na Toro Rosso e desenvolveu-se ainda mais na Red Bull. Não é uma questão de idade. Para sua idade, sua cabeça é muito madura."

Bernie Ecclestone , presidente da administradora da F1, compara a campanha de Vettel com a de Schumacher em 2004: "Ele é o melhor atualmente e é por isso que está dominando. É isso que deixa interessante para os fãs, porque cada corrida começa com uma grande pergunta: quem poderá bater Vettel?"

Felipe Massa , brasileiro da Ferrari, após o GP da Itália , vencido pelo alemão: "Acho que ele só vai perder o campeonato se parar de correr agora e passar alguns meses em casa".

Giorgio Ascanelli , chefe de Ayrton Senna na McLaren e de Vettel na Toro Rosso, compara o alemão ao brasileiro: "Tenho muita sorte. Por duas vezes na minha vida pude presenciar a perfeição, a primeira com Senna e agora com Vettel”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.