Tamanho do texto

Chefe da Fórmula 1 quer que a corrida adiada seja disputada ainda nesta temporada

Neste sábado (7), durante o fim de semana do Grande Prêmio da Turquia, Bernie Ecclestone, chefe da Fórmula 1, disse que pretende encaixar o GP do Bahrein – adiado por conta da instabilidade política no local – ainda nesta temporada. Perguntado sobre a possibilidade de ter falado com os organizadores do GP do Brasil para mudar a data, o dirigente foi vago.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Falei com muita gente. Acho que se eles (Bahrein) estão felizes em sediar a corrida e confiantes de que podem fazê-lo, significa que temos de tomar uma providência. Estaremos felizes em fazê-lo. Mas o que não queremos fazer é uma grande mudança, para depois descobrirmos que, infelizmente, algo deu errado”, disse Ecclestone.

O chefe da categoria também disse que gostaria de manter a Turquia no calendário da Fórmula 1 em 2012.

“Eu que trouxe a corrida para cá. Construí tudo isso, e não quero deixar isso para trás. Vou ver alguns ministros amanhã. Então, veremos. Até eu ter falado com as pessoas em questão, não tem porque fazer qualquer tipo de declaração”, declarou.