Piloto australiano pediu para a equipe deixar o sistema pronto antes do Grande Prêmio da Turquia

De acordo com o piloto australiano Mark Webber, da Red Bull, a escuderia tem de aproveitar o intervalo de três semanas entre os Grandes Prêmios da China e da Turquia para terminar de desenvolver o KERS, que, para a equipe, ainda não funcionou apropriadamente na temporada.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“No topo da lista de trabalhos está o KERS, que continuou nos dando problemas na China. É um componente chave na Fórmula 1 neste ano, e a Red Bull ainda não está com o sistema pronto. Não usamos o KERS em 2009, e planejamos alcançar equipes como McLaren e Ferrari, que o fizeram”, disse Webber, em sua coluna no jornal australiano Herald Sun .

Para o piloto, desenvolver o sistema será fundamental para que sua equipe consiga se manter na liderança do Mundial de Construtores.

“Se conseguirmos tornar o sistema confiável a tempo para o GP da Turquia, vamos chegar na corrida com confiança. O RB7 já é um grande carro, e vamos tentar colocar a McLaren de volta no lugar dela depois da vitória de Lewis Hamilton na China”, completou Webber.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.