Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Para Pirelli, estratégia de apenas 2 paradas em Mônaco é viável

Paul Hembery aposta nos pneus macios para diminuir o número de paradas na corrida em Monte Carlo

iG São Paulo |

O alto nível de degradação dos pneus da Pirelli tem gerado insatisfação por parte de alguns pilotos e forçado um aumento no número de pit stops nas corridas (no GP da Espanha, do último domingo (22), os carros precisaram fazer em média quatro paradas para trocas). No entanto, Paul Hembery, diretor esportivo da Pirelli, afirma que para o GP de Mônaco as equipes podem pensar em estratégias com apenas 2 pit stops.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Mônaco é um desses circuitos em que, se os pneus deslizam, você terá problemas. É o que acontece normalmente quando você está em curvas de baixa velocidade e acelera, acaba escorregando, motivo pelo qual escolhemos os pneus super macios e macios", avaliou Hembery. "Se você vai com um composto que é muito duro e não te dá vantagem, você desliza e consome excessivamente o pneu".

O diretor de esportes da fornecedora contou que gostaria de ver uma estratégia de dois pit stops baseada na corrida de Melbourne, já que, para ele, essa opção parece ser muito viável em um circuito de baixa velocidade. Hembery admitiu que o auge do desempenho das rodas vai durar apenas uma volta, já que o pneu terá a mesma característica de treinos classificatórios, desgastando-se rapidamente. "Isso é parte do plano, mas tenho que esperar para ver como funcionará em Mônaco. Não quero fazer uma previsão porque nunca estivemos lá. Com certeza não será um pneu para 15 ou 20 voltas", afirmou.

Mas ele não espera que os pilotos economizem os pneus sacrificando sua classificação para o grid de largada. "Não acho que isso vai acontecer, porque eles farão o treino classificatório com os pneus que eles têm menos disponibilidade, então isso fará diferença. O composto mais rápido tem sido o macio, então eles querem preservar ao máximo já que têm um conjunto restante", analisa.

"Agora com o advento dos novos pneus duros que vemos aqui, o PZero, as indicações iniciais mostram que ele degrada menos e aguenta mais voltas que o macio, então isso tira aquela desvantagem em relação ao desgaste do pneu duro. Então você pode considerar um pit stop a menos", concluiu Hembery.
 

Leia tudo sobre: pirellimonte carlof1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG