Tamanho do texto

Projetista da Red Bull criticou o relacionamento da equipe italiana com a FIA nos anos 2000

Diretor técnico da Red Bull, Adrian Newey não acredita que a Ferrari tem a mesma influência que um dia já teve na Fórmula 1 . De acordo com o projetista, as relações políticas da categoria são menos importantes agora do que foram na época em que Michael Schumacher ganhou cinco títulos pela escuderia italiana.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Existiu um período, aproximadamente em 2002, em que existiam muitas relações políticas na F1, particularmente entre a Ferrari e a FIA (Federação Internacional de Automobilismo), e eles eram capazes de tirar vantagem disso”, disse Newey, em entrevista ao jornal britânico The Sun . Nesta época, o projetista trabalhava na McLaren.

De acordo com Newey, trabalhar na Red Bull foi uma maneira que ele encontrou para se manter motivado na categoria.

“Fiquei desiludido com o esporte e comecei a procurar o que mais podia fazer. Precisava de um desafio novo, e encontrei isso na Red Bull. Estou realmente aproveitando isso neste momento”, declarou o designer.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.