Tamanho do texto

Tricampeão do mundo crê que novidade desta temporada tira o mérito dos pilotos na ultrapassagem

Campeão mundial em 1975, 1977 e 1984, o austríaco Niki Lauda se mostrou contra a asa traseira móvel, novidade implantada na Fórmula nesta temporada para tentar aumentar o número de ultrapassagens durante as corridas.

“Eu jamais teria introduzido (a regra). É definitivamente a ideia mais louca já concebida”, disse Lauda, em entrevista à TV alemã “Sport1”.

“A ultrapassagem é algo que deve ser decidido pelos pilotos, não pelas luzes verdes da FIA piscando no cockpit e dizendo a eles para abaixar ou levantar as asas”, completou o tricampeão, hoje aos 62 anos.

Lauda também se mostrou incerto quanto ao futuro da asa traseira móvel, dizendo que não sabe se a regra continuará ou não para as próximas temporadas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.