Chefe da prova e diretor do Circuito das Américas se mostraram satisfeitos com possível nova data

Os responsáveis pelo Grande Prêmio dos Estados Unidos, que será incluído no calendário da Fórmula 1 a partir de 2012, disseram que ficarão satisfeitos se a data da prova for a que Bernie Ecclestone, chefe comercial da categoria, divulgou: em novembro

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) chegou a anunciar um calendário com as corridas confirmadas para o ano que vem. Entretanto, Ecclestone circulou de forma não-oficial uma versão diferente durante o GP da Hungria , com a corrida de Austin, no Texas, marcada para novembro.

"Eu estou esperando por uma corrida no fim da temporada desde que este projeto começou e vejo como um sinal muito positivo a Fórmula 1 querer que o evento norte-americano seja um absoluto sucesso", declarou o chefe do GP, Tavo Hellmund.

Ecclestone disse recentemente que um dos principais motivos para a mudança de data é o clima texano, muito quente no verão. "Ele teve dezenas de questões para considerar no calendário. Teve de balancear os interesses dos times, dos promotores e até levar em conta situações únicas em cada país", acrescentou o americano.

Steve Sexton, presidente do Circuito das Américas, também se mostrou feliz com a nova data. "Queremos que nossos fãs tenham uma grande experiência quando vierem para cá. A perspectiva de clima mais ameno torna isso mais provável. Isso também nos dá tempo para preparar melhor nossa equipe e os milhares de voluntários que vão nos ajudar com as festividades do fim de semana da corrida", exaltou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.