Tamanho do texto

Documentos da Ferrari foram encontrados na casa de Mike Coughlan, então projetista da McLaren

Com as saídas de Sam Michael e Jon Tomilson , o novo engenheiro chefe da Williams será Mike Coughlan. O profissional está afastado da Fórmula 1 desde 2007, quando se envolveu no escândalo de espionagem que ficou conhecido por “Spygate”. A McLaren foi acusada de roubar documentos da Ferrari, e material da escuderia italiana foi encontrado na casa do então projetista da equipe britânica.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Sou grato à Williams por me dar essa oportunidade. A experiência de 2007 mudou a minha vida. Desde então, tenho me esforçado para dar um bom uso para minhas habilidades”, disse Coughlan, que, depois do escândalo, passou a trabalhar no desenho de veículos militares.

Frank Williams, chefe de equipe da Williams, afirmou que confia no profissionalismo de seu recém-contratado engenheiro.

“Ele deixou a Fórmula 1 em 2007 por causa de uma conduta que ele reconhece que estava errada, e da qual ele se arrepende profundamente. Seu banimento de dois anos expirou há algum tempo, e Mike agora está determinado em voltar”, declarou o dirigente.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.