Tamanho do texto

Mike Coughlan chega para substituir Sam Michael, que vai deixar a escuderia após início ruim de temporada

A contratação de Mike Coughlan para a Williams animou o brasileiro Rubens Barrichello, que já pensa na próxima temporada - seria sua 20ª na Fórmula 1 . O britânico chega à equipe para substituir Sam Michael como chefe de engenharia , resultado do péssimo início de ano da escuderia, que não marcou pontos nas cinco primeiras etapas .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Coughlan foi funcionário da McLaren de 2002 a 2007, quando se envolveu em um escândalo de espionagem com Nigel Stepney, da Ferrari. Ele chegou a participar do projeto da Stefan GP, uma equipe sérvia que tentou entrar na categoria em 2010.

"Estarei na fábrica na segunda-feira para conhecer Mike Coughlan. Quero ouvir o que ele tem a dizer, o que achou da estrutura do time. O ano que vem terá dee ser de uma grande melhora e quero fazer parte disso, já que estive aqui nos últimos dois anos e é por isso que quero estar presente, para assegurar que estamos melhorando", explicou.

O piloto de 39 anos reforçou seu desejo de continuar a correr. Ele já é o recordista de corridas na Fórmula 1. "Por que estou correndo? Porque amo muito isso, tenho uma paixão pela velocidade. Precisamos encontrar motivação e quero continuar lutando para, quem sabe, habilitar a equipe a obter pódios e vitórias no futuro", afirmou.

Depois de cinco corridas em branco, Rubinho conseguiu chegar em nono lugar em Mônaco e no Canadá , mas não pontuou em Valência . A próxima etapa será em Silverstone, Grã-Bretanha, em 10 de julho.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.