Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

McLaren aprova estilo agressivo de Hamilton nas pistas

Para o engenheiro Phil Prew, forma de correr do britânico é o que faz dele campeão

Gazeta |

O piloto Lewis Hamilton tem protagonizado episódios polêmicos dentro e fora das pistas na temporada 2011 da Fórmula 1. Mesmo assim, sua equipe, a McLaren, não vê nada de errado no jeito agressivo do campeão mundial de 2008. Segundo o engenheiro Phil Prew, o estilo é visto com bons olhos.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Hamilton sofreu acidente nas pistas de Mônaco e na Bélgica, não completando as provas nestes países. "Lewis tem tido uma temporada de altos e baixos. Ele é um grande piloto que venceu corridas neste ano, tem ganhado GPs a cada temporada que guia pela McLaren e tem sempre dado o melhor de si. Obviamente, ele entrou na temporada com grandes esperanças de vencer o campeonato e isto será uma luta ascendente a partir daqui (em Monza), embora seja muito difícil de conseguir agora", declarou Prew.

"Não vamos lhe pedir para mudar. Lewis é Lewis e obtém seus resultados por meio dessa abordagem agressiva. Apoiamos plenamente isso. Vimos que ele ganhou campeonatos e, em última análise, esta é nossa intenção. Acho que também deve se notar que ele é um cara muito inteligente, um piloto muito bom que reflete sobre as dificuldades que teve nesse ano e que, para voltar mais forte, sabe o que é preciso para ganhar campeonatos", completou.

O engenheiro ainda disse que, mesmo com a grande distância da Red Bull para a McLaren na classificação - Sebastian Vettel lidera com 259, seguido de seu companheiro, Mark Webber, com 167, e Fernando Alonso, da Ferrari, com 157 - o foco ainda é o carro deste ano. Algumas equipes já têm admitido que estão trabalhando a todo vapor no modelo de 2012.

"Como estamos perto do final da temporada, a ênfase será, obviamente, avançar mais no MP4/27, embora ainda tenha muito a se aprender no 26, com os desenvolvimentos que o carro trará. O plano de desenvolvimento que temos no momento é olhar para os componentes que nos beneficiarão em tempo de volta nesse ano e também para o próximo. Então podemos combinar as duas coisas e esperamos encontrar vantagens para ambas as temporadas", concluiu.

Leia tudo sobre: mclarenlewis hamiltonfórmula 1f1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG