Tamanho do texto

Brasileiro afirma que não pretende conversar com o britânico antes do GP do Japão

No Grande Prêmio de Cingapura , Felipe Massa protagonizou polêmica com Lewis Hamilton depois que os dois se envolveram em acidente . O brasileiro elogiou a postura da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) após a batida e disse que não pretende conversar com os comissários do Grande Prêmio do Japão – que será disputado na madrugada deste domingo (9), às 3h (de Brasília) – sobre a postura do britânico.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Não tenho nada a dizer, pois ele paga por tudo que faz. A FIA está fazendo o que está dentro das regras. Se você causar um acidente, ou se dirigir de maneira inadequada, vai receber um drive-through. E ele recebeu um. Está na hora dele aprender, para ser honesto”, disse Massa, em entrevista à revista britânica Autosport .

Massa também afirmou que não pretende conversar com Hamilton antes da realização da corrida japonesa.

“Eu não fiz nada, para ser honesto, apenas tive um pneu furado na minha corrida, então não tenho nada para falar com ele. Se ele vier falar comigo, tudo bem”, declarou o brasileiro.

O ferrarista negou que tenha existido maldade na ordem de seu engenheiro, Rob Smedley, que pediu para o piloto “destruir” a corrida de Hamilton em Cingapura.

“Se você ouvir o rádio de todo mundo, vai ouvir coisas estranhas. Rob estava dizendo aquilo para me motivar, não pra destruir a corrida de alguém. Além disso, eu não o faria se ele pedisse”, afirmou Massa.