Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Massa e Senna se chocam e fazem papelão na estreia da temporada

Brasileiros "grudaram" os carros disputando a 14ª posição e tiveram que abandonar

iG São Paulo |

MiGCompFotoLinks_C:undefinedO início da temporada 2012 da Fórmula 1 não foi nada bom para os pilotos brasileiros. Na 47ª volta do GP da Austrália, Bruno Senna e Felipe Massa protagonizaram uma cena inusitada, que dificilmente será esquecida pela torcida brasileira nos próximos anos.

Leia também: Button vence e brasileiros batem no GP da Austrália

Massa era o 14º colocado, seguido de perto pelo compatriota. Quando Senna tentou a ultrapassagem, o ferrarista fechou a porta e não deixou que o piloto da Williams conseguisse sua posição. Com isso, os dois carros se tocaram e ficaram "grudados" por alguns segundos, até que Massa se soltou, mas logo teve que levar o F2012 aos boxes e abandonou a prova.

Senna, por sua vez, ainda retornou à pista após ter parado nos boxes, mas também precisou deixar a prova logo em seguida. O piloto da Williams já havia se envolvido em outro acidente no início da corrida, quando foi tocado por Daniel Ricciardo, da Toro Rosso, o que o obrigou a ir para os boxes logo depois da largada. Depois da corrida, tanto Senna quanto Massa minimizaram o ocorrido e disseram que foi apenas um "incidente de corrida".

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

O dia ruim dos brasileiros foi acentuado pelo bom desempenho de seus companheiros de equipe. Fernando Alonso, parceiro de Massa, que largou em 12º, fez uma prova segura e terminou com a quinta posição, levando preciosos pontos para a Ferrari. O espanhol já havia admitido que o objetivo na primeira corrida seria conseguir o maior número de pontos até que o carro estivesse mais bem acertado durante a temporada.

Já Pastor Maldonado, da Williams, fazia uma prova excelente até a última volta, quando perdeu o controle de seu carro, bateu e abandonou a prova. Na ocasião, o venezuelano ocupava a sexta posição, após ter largado em oitavo.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Após a saída de Rubens Barrichello, Massa e Senna são os únicos brasileiros na Fórmula 1 e vivem sob pressão neste ano. O contrato de ambos acaba no fim da temporada e, caso não consigam bons resultados, podem deixar suas equipes em 2012. Os pilotos vão poder começar a apagar a má impressão que deixaram neste domingo já no próximo fim de semana, no GP da Malásia.

Leia tudo sobre: Fórmula 1F1GP da AustráliaFelipe MassaFerrariBruno SennaWilliams

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG