Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Lotus x Lotus: a disputa final

iG falou com Senna e Razia e mostra o que está em jogo na briga judicial entre Lotus Renault e Team Lotus

Lucas Pastore, iG São Paulo |

A confusão criada este ano na Fórmula 1 por conta de duas equipes usarem o nome Lotus deve acabar em breve. Nos próximos dias, uma decisão judicial cravará quem poderá manter o nome de uma das escuderias mais tradicionais da F1: a Team Lotus ou a Lotus Renault.

Siga o iG Automobilismo no Twitter.

Alheios às discussões jurídicas, dois brasileiros aproveitam a chance de testar carros com a lendária marca estampada. Na Renault está Bruno Senna. Com 27 anos, o paulista tem um motivo a mais para se orgulhar de correr pela equipe.

Foi pela Lotus que Ayrton, seu tio, venceu uma corrida de F1 pela primeira vez, em 1985, em Portugal. “Estar em uma equipe boa de Fórmula 1 já é uma grande motivação. Ainda mais com um histórico desses, com tradição de grandes brasileiros. Seria fantástico poder estar competindo com um bom carro de Fórmula 1, e ainda mais pelo histórico familiar”, afirmou Bruno, piloto de testes da equipe francesa, à reportagem do iG.

Na homônima, o piloto de testes é o baiano Luiz Razia, de 22 anos. Razia também falou com a reportagem do iG e ressaltou a importância da Lotus para o automobilismo brasileiro.

“É especial para o Brasil o nome Lotus. No meu caso, é especial estar nesta equipe depois de muito tempo sem ter um brasileiro ali”, afirmou. Razia contou também que a escuderia faz homenagem aos grandes brasileiros que dirigiram carros da Lotus.

“Na fábrica, as salas são nomeadas como sala Fittipaldi, sala Senna, sala Piquet, sempre com nomes de grandes pilotos. É uma energia boa para a gente que está na equipe, dá mais vontade de trabalhar bem”, falou.

Getty Images
Emerson Fittipaldi dirigiu a Lotus de 1973 no festival de Goodwood de 2002

Apesar dos nomes iguais, o desempenho da Lotus Renault e da Team Lotus é bem diferente na temporada. Nas três primeiras corridas, por duas vezes a escuderia francesa subiu ao pódio. Vitaly Petrov, na Austrália, e Nick Heidfeld, na Malásia, conquistaram o terceiro lugar. Já os pilotos da Team Lotus, Heikki Kovalainen e Jarno Trulli, não conseguiram nem um ponto sequer no ano.

História de glórias

Grandes pilotos ajudaram a construir a trajetória de sucesso da Lotus. Em 1972, Emerson Fittipaldi ganhou seu primeiro mundial guiando pela equipe – um dos seis títulos de pilotos que a escuderia venceu. São ainda sete conquistas no Mundial de Construtores.

Ayrton Senna e Nelson Piquet também fizeram parte da equipe. Coincidentemente, são os três únicos brasileiros que já conquistaram títulos mundiais na categoria.

Além da trinca de brasileiros, a Lotus contou com outros grandes nomes do automobilismo, como Graham Hill, Jim Clark, Mario Andretti e Nigel Mansell. Ao todo, de 1958 a 1994, a Lotus participou de 489 corridas e conquistou 73 vitórias. Mas não foi só dentro das pistas que a escuderia fez sucesso.

A Lotus é uma das equipes que mais trouxe inovações à F1, como o conceito de carro monoposto. Bruno Senna se lembra dessa fama. “É uma equipe que tinha não só status, como também é responsável por um grande número de inovações na Fórmula 1. (Colin) Chapman tinha ideias revolucionárias”, disse.

Entenda a disputa judicial

Desde 2010, quando entrou na Fórmula 1, a Team Lotus adquiriu junto ao Grupo Lotus o direito de usar o nome da lendária equipe. No final do ano passado, porém, Cliff Chapman, dono do Grupo, firmou parceria com a Renault e a equipe francesa também colocou Lotus em seu nome.

Com isso, a Renault passou a reivindicar o nome na justiça. Uma decisão final sobre quem poderá manter o título “Lotus” deve sair ainda no mês de maio. A equipe malaia já começou a buscar alternativas e, na quarta-feira passada (27), anunciou a aquisição da montadora britânica Caterham, que pode passar a dar nome à equipe de Tony Fernandes.

Leia tudo sobre: Team LotusLotus RenaultBruno SennaLuiz Razia

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG