Piloto polonês, que sofreu um grave acidente no início do ano, poderá continuar sua recuperação em casa

Getty Images
Robert Kubica se recupera de grave acidente

Depois de quase perder a vida após sofrer um gravíssimo acidente durante a disputa do Rali Ronde di Andora, em 6 de fevereiro, na Itália, Robert Kubica recebeu alta médica nesta terça-feira (19) após ficar mais de dois meses internado no Hospital Santa Corona di Pietra Ligure, localizado em Gênova. De acordo com o site da emissora polonesa TVN 24, o piloto da Renault poderá retomar sua recuperação médica em casa a qualquer momento, embora ainda não tenha sido divulgada a data para sair do hospital.

Segundo os médicos que acompanham Robert, o polonês não sofre mais a ameaça de infecção após quatro operações nos membros superiores e inferiores do lado direito, autorizando a retomada de seu processo de reabilitação em casa.

A alta médica de Kubica é mais uma fase de seu processo acentuado de recuperação. O piloto sofreu graves lesões e várias fraturas, chegando a viver sob a ameaça de perder a mão direita, reconstruída horas depois do acidente. Depois das etapas das intervenções cirúrgicas, agora virá a mais extensa e difícil etapa da reabilitação. Sua volta às pistas, no entanto, ainda é incerta, de acordo com a junta médica que cuida de seu caso.

Tido como um dos pilotos mais queridos da F1, Robert recebeu diversas homenagens de seus colegas de F1. Durante a pré-temporada na Espanha, vários carros tinham mensagens de apoio e desejo de melhoras e plena recuperação. O polonês viu do hospital os pódios dos companheiros de Renault, Vitaly Petrov (no GP da Austrália) e Nick Heidfeld (em Sepang). Ambos os colegas de time dedicaram seus resultados a Kubica.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.