Piloto polonês sofreu grave acidente em fevereiro e ainda se recupera das lesões

Acidentado em fevereiro deste ano, Robert Kubica disse nesta sexta-feira (19) que não tem como fazer uma projeção de quando poderá voltar às pistas, em função da gravidade de suas lesões. No entanto, o piloto polonês demonstrou estar muito satisfeito com a atitude da Lotus Renault, que manteve sua vaga na equipe depois de todas as complicações.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Sempre gosto de traçar um objetivo, mas quando as circunstâncias me permitem. Vamos ver como minha reabilitação será nos próximos meses", disse durante uma entrevista para a revista italiana Autosprint .

Kubica acidentou-se em um rali na Itália , no início de fevereiro, e sofreu profundas lesões, principalmente na mão direita. No entanto, ele superou as expectativas em torno de seu progresso na fase de recuperação. "Estou satisfeito com o que está acontecendo agora, não houve complicações, nem pressa. O que é importante é que a Renault está mantendo minha vaga", concluiu.

Na última quinta-feira (18), o médico do polonês, Roberto Ceccarelli, revelou que o piloto terá que passar por uma cirurgia de recuperação final no cotovelo a fim de agilizar sua recuperação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.