Profissionais italianos não encontraram transgressões na análise do incidente com o piloto polonês

De acordo com o jornal francês L’Equipe e a agência de notícias SID , investigadores italianos responsáveis por averiguar as causas do acidente de Robert Kubica, que aconteceu em fevereiro, concluíram que o piloto polonês e a equipe italiana Skoda Fabia não tiveram culpa no ocorrido.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

O grupo de investigação não encontrou nenhum tipo de transgressão no carro ao analisar o acidente que deixou Kubica internado por 76 dias no Hospital de Santa Corona, na Itália. O polonês recebeu alta no último dia 24 .

Ainda sob cuidados médicos, o piloto já começou seu programa de reabilitação para tentar retornar às pistas. Porém, para Francisco Lanza, um dos responsáveis por seu tratamento, a volta de Kubica seria quase um milagre .

“Será uma estrada longa e será um milagre se ele recuperar a sensação suficiente para dirigir um carro de F1 no limite que costumava. É uma história fascinante de interesse humano”, disse o médico, em entrevista ao site italiano 422.com .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.