Chefe da equipe bicampeã mundial pede mais reconhecimento ao investimento em novos talentos

Christian Horner defendeu o programa de jovens pilotos da Red Bull, após as críticas recebidas pela substituição de Jaime Alguersuari e Sebastien Buemi na Toro Rosso - equipe que tem como política preparar jovens competidores para a bicampeã mundial.

Leia também: Alonso nega pressão por título e elogia mudanças na Ferrari

Os dois pilotos que disputaram a última temporada na Toro Rosso deram lugar a Daniel Ricciardo e ao novato Jean-Éric Vergne. O anúncio foi dado pela escuderia em dezembro , pegando de surpresa os antigos competidores, principalmente Alguersuari, que teve um fim de campeonato bem consistente.

Horner, chefe de equipe da Red Bull, defendeu a decisão: "Tanto Buemi quanto Alguersuari tiveram o apoio da Red Bull para entrar na F1 e continuaram a receber esse apoio por três temporadas, no caso de Buemi, e duas temporadas e meia, no caso de Alguersuari. Esse tempo é suficiente para você ter uma imagem de como os pilotos estão se desenvolvendo. Obviamente a decisão foi promover Vergne e Ricciardo, que são dois dos talentos mais animadores na periferia da F1, aos postos de titulares da Toro Rosso”.

Siga o iG Automobilismo no Twiiter

“A Red Bull tem investido uma quantia enorme em jovens e isso deveria ser mais elogiado. Funcionou com Sebastian Vettel e deu uma oportunidade genuína para os talentos de Ricciardo e Vergne”, acrescentou o chefe da escuderia bicampeão mundial, em entrevista à emissora britânica BBC .

Horner também ressaltou que não é apenas dentro da Fórmula 1 que os pilotos recebem apoio, já que o programa da Red Bull ajuda os jovens talentos também em suas passagens por categorias de base.

"A Red Bull não recebe o crédito que merece. Buemi e Alguersuari não teriam evoluido nos rankings de juniores - não vamos esquecer que Alguersuari foi campeão da Fórmula 3 britânica - sem esse apoio. A Red Bull trouxe muitos pilotos para a F1. Alguns tem continuado, outros mudaram para outras atividades”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.