Alemão declara que seu contrato indicava titularidade até o fim da temporada

Preterido pela equipe Lotus Renault, que terá o brasileiro Bruno Senna nos Grandes Prêmios da Bélgica e da Itália de Fórmula 1 , o alemão Nick Heidfeld entrou na Justiça contra a escuderia para voltar a ser titular do time.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Minha posição é que eu tenho um contrato válido e quero pilotar. A audiência será em cerca de três semanas e então teremos uma decisão", disse Heidfeld, contratado pela Lotus Renault para substituir o polonês Robert Kubica , que se envolveu em forte acidente durante um rali no começo do ano.

A escuderia se pronunciou e disse que o contrato com o alemão continua valendo, mas o piloto insiste que seu acordo com a equipe diz que ele deve ser titular durante a temporada .

A primeira audiência do caso de Heidfeld e Lotus Renault está marcada para o dia 19 de setembro, quando os GPs da Bélgica e da Itália já tiverem sido disputados. Senna foi confirmado pela escuderia apenas para estas duas provas, mas há possibilidades de o brasileiro ocupar a vaga no time até o fim do Mundial.

Se tiver sucesso em sua empreitada, Nick Heidfeld deve voltar às pistas da Fórmula 1 no Grande Prêmio de Cingapura, marcado para o dia 25 de setembro. O GP da Bélgica acontece neste domingo (28) às 9h (Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.