Piloto alemão acredita que seu carro possa ganhar um tempo precioso na reta oposta do circuito de Xangai

A Lotus Renault começou a temporada com dois terceiros lugares – na Austrália com Vitaly Petrov, e na Malásia com Nick Heidfeld. Para voltar ao pódio, o alemão confia na velocidade máxima de seu carro, que pode significar preciosos décimos na reta oposta.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“Depende das atualizações que os outros times trarão para a China, o que pode mudar um pouco a ordem das coisas. Tivemos grandes alterações em Sepang, mas nosso pacote em Xangai não é tão grande. Mas eu acho que neste circuito nosso carro vai bem por ter uma boa velocidade, o que pode dar resultado na longa reta oposta”, opinou Heidfeld, que elogiou a pista chinesa.

“É um circuito legal porque não se parece com os outros. Ele tem curvas incomuns e uma reta longa, o que é bom para ultrapassar”, completou.

Heidfeld também elogiou o início de temporada do compatriota Sebastian Vettel, que venceu as duas primeiras corridas do ano.

“Vendo de fora, você pode dizer que ele está mais relaxado e um pouco mais experiente. Até aqui, ele fez uma temporada irretocável”, disse Heidfeld, em entrevista ao site alemão “Sport1”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.