Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Hamilton se defende e diz que agressividade é necessária

De acordo com o britânico, correr riscos é o que separa os pilotos mais rápidos dos demais

iG São Paulo |

Quinto colocado no Mundial de Pilotos, Lewis Hamilton não concorda com os críticos que dizem que ele é agressivo demais nas pistas. Na opinião do britânico, que compete pela McLaren, um bom piloto precisa correr riscos para poder colocar seu talento em prática.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Acho que arriscar um pouco mais de algum modo é o que separa os pilotos mais rápidos dos demais. Você geralmente vê pilotos mais velhos que têm famílias perderem um pouco isso. David Coulthard me disse que quando ele teve um filho ele não queria arriscar muito mais porque queria ter a certeza de que veria seu filho no dia seguinte. Então, ele estava querendo arriscar menos e talvez isso seja natural”, declarou Hamilton, em entrevista à agência de notícias Reuters.

O britânico defendeu o italiano Marco Simoncelli, piloto da MotoGP que encara críticas semelhantes às que Hamilton recebe.

“Ele é claramente um piloto talentoso por estar onde está e dirigir da sua maneira o levou até lá, mas acho que geralmente no automobilismo há uma linha fina entre ser perigoso, colocando a vida das pessoas em risco, e estar logo abaixo da zona de perigo. É neste momento que você não quer ultrapassar a linha. Mas isso é automobilismo, e quando você está correndo lado a lado uma hora vai acontecer. Teremos batidas e as pessoas vão se tocar em algum ponto”, disse Hamilton.

Leia tudo sobre: Lewis HamiltonMcLarenF1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG