Piloto da McLaren afirma que só vale a pena permanecer na categoria para ser campeão. Barrichello minimiza polêmica pelo Twitter

Neste sábado (24), Lewis Hamilton se viu metido em mais uma confusão na temporada. Após terminar na quarta colocação no treino classificatório para o Grande Prêmio de Cingapura , o piloto da McLaren deu uma entrevista ao jornal britânico The Sun na qual criticou a McLaren e disse que não quer ficar na F1 sem condições de vencer, como faz Rubens Barrichello.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Há pilotos que ficam satisfeitos em estar na Fórmula 1 e apenas existir. Talvez porque eles tenham família. Veja Rubens Barrichello, ele parece contente no lugar onde está. Ele está em um bom patamar na sua vida”, disse. “Mas há pessoas como eu que só existem para ser o melhor. Se você não está tentando ser o melhor, então não está tentanto nada”, completou.

Sobre a McLaren, o britânico afirmou que a equipe precisa melhorar. “Se as coisas continuarem do jeito que está, então minha paciência será testada seriamente”, disse. “Tivemos uma reunião técnica recentemente e fiz uma lista com questões a serem resolvidas”.

O inglês também se comparou a Sebastian Vettel, que está muito perto do bicampeonato mundial. “Talvez a gente devesse correr em uma rodovia, com carros iguais. Aí veríamos o que aconteceria”.

Rubens Barrichello ameniza polêmica pelo Twitter

Em sua conta no Twitter, o piloto Rubens Barrichello, da Williams, amenizou a polêmica declaração de Hamilton. "A respeito do Hamilton... esta entrevista que ele deu está sendo mal interpretada e ele me falou que nunca disse esta asneira que saiu por aí. O negócio é o seguinte: já estou calejado deste monte de invenção desse povo. Então se o Hamilton falou pra mim que não disse, eu acredito".

Rubinho vai largar na 12ª posição no GP de Cingapura, que acontece neste domingo às 9h (Brasília). O iG acompanha toda a corrida em tempo real .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.