Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Hamilton lamenta postura conservadora da McLaren em Valência

Piloto gostaria de ter corrido o risco da instalação de novas peças para o Grande Prêmio da Europa

iG São Paulo |

Quarto colocado no Grande Prêmio da Europa deste domingo (26), Lewis Hamilton, em entrevista ao jornal britânico The Guardian, revelou que sua equipe, a McLaren, poderia ter introduzido uma série de peças novas para a corrida. Porém, a escuderia não quis correr riscos com a instalação das novidades, postura que não agradou ao piloto.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Eles não quiseram correr riscos. Por motivos de segurança. A questão é se teríamos ou não terminado a corrida se tivéssemos corrido este risco. Tínhamos algo em torno de dois décimos de segundo por volta disponíveis, o que eu acho que teria nos tornado muito fortes e teria ajudado a cuidar dos nossos pneus”, disse Hamilton, que admitiu que teve problemas para gerenciar os compostos durante a prova.

O piloto disse que, se dependesse dele, a equipe teria utilizado as atualizações na corrida em Valência.

“Insisti o quanto pude para que elas fossem utilizadas”, revelou.

Leia tudo sobre: Lewis HamiltonMcLarenF1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG