Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Hamilton e Massa protagonizaram a maior rivalidade da temporada

Pilotos se desentenderam dentro e fora das pistas, com acidentes, punições e acusações públicas

Mariana Gianjoppe, iG São Paulo |

Em uma temporada amplamente dominada por Sebastian Vettel, uma rivalidade esquentou o clima da Fórmula 1 em 2011. Lewis Hamilton e Felipe Massa protagonizaram desentendimentos dentro e fora das pistas. A paz só foi selada depois do Grande Prêmio do Brasil, com um abraço.

Leia também: Verstappen diz que título de Schumacher foi ilegal

O primeiro entrevero aconteceu no GP de Mônaco, ainda em maio, quando a postura agressiva de Hamilton na pista tirou Massa da prova. Punido, o inglês da McLaren não se conformou e criticou duramente o rival. Após uma nova colisão entre os dois em Cingapura, foi a vez de Massa reclamar na mídia. Japão e Índia também foram palcos da disputa particular travada pelos dois.

A rivalidade teve repercussão no Twitter, motivou comentários dos chefes das equipes, de ex-campeões mundiais e rendeu até caretas do Mr. Bean.

Relembre a seguir cinco episódios que marcaram a rivalidade do ano.

AP
Felipe Massa abandonou o GP de Mônaco
Hamilton chama pilotos de ridículos

Na corrida do dia 29 de Maio no circuito de Monte Carlo, em Mônaco, Hamilton tentou forçar uma ultrapassagem sobre Massa ainda na primeira metade da prova. Os dois carros se tocaram, danificando a asa dianteira da Ferrari. O brasileiro conseguiu se manter na pista por alguns metros, mas perdeu o controle no túnel e foi parar no muro. O piloto da McLaren recebeu uma punição drive-through pela manobra.

Hamilton também se envolveu em acidentes com Jaime Alguersuari e Pastor Maldonado na mesma corrida. Sua conduta exageradamente agressiva no incidente com o venezuelano resultou em mais uma penalidade - 20s foram adicionados ao seu tempo final. Irritado com as punições, Hamilton criticou os comissários da prova e chamou Massa e Maldonado de “ridículos”. Dias depois, se arrependeu e pediu desculpas.

AFP
Em Cingapura, Massa levou a pior de novo
Massa empurra Hamilton durante entrevista

No GP noturno de Cingapura, os dois mais uma vez se tocaram. Após entrarem juntos nos boxes, Massa conseguiu sair na frente, mas Hamilton logo partiu para o ataque e os dois bateram. O pneu traseiro direito do brasileiro furou e ele teve de fazer mais um pit stop, comprometendo sua classificação. Assim como em Mônaco, o britânico recebeu uma punição drive-through.

Frustrado, Massa declarou após a prova que o piloto da McLaren não sabia usar a cabeça e ainda foi tirar satisfações com Hamilton, empurrando-o durante uma entrevista.

Hamilton chama Massa para uma conversa cara a cara

No Japão, a polêmica ganhou mais um capítulo. Hamilton e Massa se tocaram na 21ª volta do GP. O ferrarista tentou a ultrapassagem, Hamilton fechou a porta e um pedaço do carro do brasileiro se soltou, mas sem causar maiores danos. O caso foi analisado pelos dirigentes da prova, e ninguém foi punido.

Se o incidente não foi tão grave dentro da pista, fora dela a repercussão foi grande. A polêmica invadiu o Twitter e mobilizou ex-campeões como Jackie Stewart, que afirmou que “bons pilotos não causam tantos acidentes”. O chefe da Mclaren, Martin Whitmarsh, também comentou o caso, dizendo que os dois pilotos pareciam se atrair nas pistas.

Em entrevista coletiva após o GP, Massa voltou a criticar Hamilton, que pediu coragem ao brasileiro para ir conversar com ele cara a cara.

Primeira punição para Massa e careta de Mr. Bean

No final de outubro, durante a corrida inaugural da Índia, mais um duelo entre os dois pilotos terminou mal. O brasileiro ultrapassou Hamilton logo na largada, mas cometeu um erro e permitiu a aproximação do rival. No 24º giro, os dois bateram durante uma tentativa do britânico de ultrapassar Massa. O brasileiro, pela primeira vez, foi considerado culpado pelos comissários da prova e recebeu uma punição drive-through. O inglês da McLaren teve a asa dianteira danificada e perdeu algumas posições.

A briga entre os dois em Buddh teve um ingrediente extra. Amigo de Hamilton, o ator Rowan Atkinson, que interpreta o clássico personagem Mr. Bean, estava presente no circuito indiano e soltou uma de suas famosas caretas ao ver o acidente.

Rivais fazem as pazes

Na última etapa do ano, em Interlagos, Hamilton decidiu dar fim à polêmica. Após abandonar o GP do Brasil por problemas mecânicos, o britânico foi até Massa, enquanto este concedia uma entrevista, e lhe deu um abraço. O brasileiro considerou a atitude “bacana” e o gesto foi muito elogiado pelos chefes da McLaren e Ferrari.

Leia tudo sobre: F1Felipe MassaFerrariLewis HamiltonMcLaren

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG