Tamanho do texto

Piloto britânico revela que as atualizações que a equipe testou na Malásia ainda não deram resultado

28 pontos atrás de Sebastian Vettel na classificação do mundial de pilotos, o britânico Lewis Hamilton não quer deixar o rival disparar. Para isso, ele acredita nas melhorias que o carro da McLaren terá na China para brigar de igual para igual contra a Red Bull do adversário.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

“As atualizações que chegaram para a última corrida, em particular, não funcionaram, então neste fim de semana vamos tentar fazê-las funcionar. Há uma boa quantidade de potencial nelas”, revelou Hamilton, que também espera novidades no carro da rival Red Bull.

“Nosso ritmo de corrida parece ser semelhante ao deles, é geralmente no treino classificatório que eles parecem ter uma vantagem. (Na Malásia) Foi uma prova apertada, mas eu tenho certeza de que eles terão um ritmo ainda melhor que tiveram na última corrida”, completou.

Hamilton espera para este domingo uma degradação de pneus menor do que a vista na Malásia, mas evita apontar o fator como vantajoso para sua equipe.

“As temperaturas são menores, então o carro vai estar melhor do que no último fim de semana, tenho certeza. Se estaremos tão perto deles quanto estivemos na última corrida, ainda vamos descobrir”, concluiu.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.