Tamanho do texto

Terceiro lugar em Suzuka não estragou festa de Vettel, que se tornou o bicampeão mais jovem da F1. Button venceu e Alonso foi 2º

Nesse domingo (9), Sebastian Vettel conquistou seu segundo título na Fórmula 1 . O triunfo foi alcançado no Grande Prêmio do Japão , a quatro etapas do fim da temporada. O alemão da Red Bull precisou apenas de um terceiro lugar em Suzuka para garantir seu bicampeonato mundial. A vitória da prova ficou com Jenson Button, vice-líder do campeonato. Fernando Alonso foi o segundo.

Veja também: Pilotos se rendem ao talento de Vettel pelo Twitter

Tendo largado na pole position, Vettel viu Button administrar melhor seus pneus e assumir a ponta ainda na primeira metade da prova. Porém, o alemão só precisava marcar um ponto para se consagrar no Japão e o terceiro lugar foi mais do que suficiente para eliminar qualquer chance do britânico da McLaren adiar a sua festa.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

A corrida ainda contou com mais um incidente entre Lewis Hamilton e Felipe Massa , que vêm se estranhando já há alguns GPs.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Confira a seguir os momentos decisivos da prova que garantiu o bicampeonato de Vettel.

1) Vettel fecha Button na largada

Logo nos primeiros metros da prova desse domingo, Vettel deixou bem claro que corria para conquistar seu bicampeonato em solo japonês. Largando da pole position com Jenson Button ao seu lado na primeira fila, o alemão foi com tudo para cima do britânico da McLaren – único piloto que ainda tinha chances matemáticas de adiar seu título. Sem espaço, Button chegou a ficar com duas rodas na grama, mas conseguiu voltar ao traçado. O britânico reclamou da manobra pelo rádio, mas os comissários da prova decidiram não punir Vettel.

Lewis Hamilton, que largou em terceiro, foi por fora e, aproveitando a briga dos primeiros colocados, conseguiu ultrapassar Button, assumindo o segundo lugar. Felipe Massa saiu em quarto e conseguiu sustentar a posição, seguido de perto por seu companheiro de Ferrari, Fernando Alonso. Bruno Senna e Rubens Barrichello não começaram bem e perderam muitas posições.

2) Vettel vai antes para os boxes

Sebastian Vettel manteve a ponta nas primeiras voltas, mas começou a sofrer com o alto desgaste dos pneus e teve que adiantar sua primeira parada nos boxes para a nona volta, antes de seus principais adversários.

Após a primeira rodada de pit stops, Vettel continuou na frente, mas seus rivais se aproximaram. Atrás dele estava Button, que tinha ultrapassado Hamilton na oitava volta, após um furo nos pneus de Lewis. Logo na sequência estava Alonso – o espanhol havia superado Massa já na sexta volta. Estavam definidos os três pilotos que brigariam pelas primeiras colocações até o final da corrida.

3) Button volta à frente do alemão. Massa e Hamilton se desentendem

Vettel teve que retornar aos boxes já na 20ª volta. Com uma melhor administração do desgaste de seus pneus, Button conseguiu ficar mais tempo na pista, parou apenas no giro seguinte e, com um ótimo trabalho da McLaren, voltou à frente do alemão da Red Bull.

Enquanto isso, Massa e Hamilton mais uma vez se estranhavam. O brasileiro tentou ultrapassar o piloto da McLaren na freada para a chicane Triangle, mas Hamilton não deu espaço e os dois se tocaram, danificando a asa da Ferrari. Um pedaço da asa se soltou e, na 24ª volta, o safety car foi acionado para que os fiscais pudessem retirar o detrito da pista. A relargada aconteceu três giros depois.

O incidente foi investigado pelos comissários, mas não houve punição a Hamilton.

. 4 ) Alonso assume o segundo lugar

O último pit stop do líder do Mundial aconteceu no 34º giro. Vettel colocou os compostos médios, perdendo um pouco de velocidade. Button parou duas voltas depois, sem ter a liderança da prova ameaçada.

Alonso conseguiu ficar ainda mais tempo na pista com os pneus macios, o que lhe deu grande vantagem em relação ao alemão. O espanhol só foi para os boxes na 38ª volta e retornou à frente de Vettel, assumindo a segunda colocação.

5) Vettel busca vitória nas voltas finais, mas equipe pede calma

Como de costume, as Ferraris caíram de rendimento com os pneus médios, o que permitiu que Vettel se aproximasse de Alonso e desse início a uma perseguição ao espanhol na etapa final da prova. Porém, a Red Bull logo interveio pelo rádio para evitar que Vettel arriscasse sua posição desnecessariamente e pediu para o futuro bicampeão economizar os pneus para as últimas voltas.

Ainda houve tempo de Alonso ensaiar um ataque a Button, mas o ferrarista não se aproximou o suficiente para acionar a asa móvel e teve que se contentar com a segunda colocação.

Button venceu sua terceira corrida na temporada, mas a festa foi toda para Vettel. Com o terceiro lugar, o alemão garantiu o título de 2011 com quatro provas de antecedência e se tornou o mais jovem bicampeão da história da F1.