Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Futebol também é paixão entre os pilotos de Fórmula 1

Bayern de Munique e Arsenal são os times com mais torcedores no grid. Confira para quais equipes torcem os pilotos

iG São Paulo |

Enquanto a Fórmula 1 está nas suas férias de verão, os pilotos aproveitam para curtir alguns de seus hobbies. E um dos mais populares entre eles é o futebol. Alemães, ingleses, espanhóis e italianos, que costumam estar ocupados com corridas durante os finais de semana, puderam acompanhar as primeiras rodadas dos campeonatos nacionais na Europa.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Alguns pilotos são fanáticos por futebol. É o caso do espanhol Jaime Alguersuari, da Toro Rosso. Catalão, o competidor é torcedor do Espanyol, mas foi pelo rival regional de sua equipe, o Barcelona, que provocou a Ferrari. Alguersuari veio do programa de jovens pilotos da Red Bull, equipe que, em alta, tem deixado a Ferrari em segundo plano, assim como o Barça, atual campeão espanhol e da Liga dos Campeões, tem feito com o Real Madrid.

“A Red Bull é como o Barcelona. Forma seus pilotos e confia neles desde os 15 anos e os transforma em campeões do mundo. Vejo a Ferrari no papel do Real Madrid, que sempre contrata os mais caros, jogadores já feitos. Ela (a Ferrari) confia pouco nos jovens e não dá chance de competir na equipe a alguém que jamais teve alguma experiência prévia na F1”, provocou Alguersuari.

A provocação ganha ainda mais corpo porque Fernando Alonso, outro espanhol no grid e piloto da Ferrari, é um torcedor-símbolo do Real Madrid. O futebol do país ibérico também atraiu a admiração do finlandês Heikki Kovalainen, da Team Lotus, que confessa ter uma simpatia pelo Barcelona.

Quem também faz parte da lista de fanáticos é Lewis Hamilton, declaradamente um Gunner – ou seja, torcedor do Arsenal. O piloto da McLaren estudou na mesma escola que Ashley Young e chegou a jogar no mesmo time que o meia, hoje no Manchester United. Mas a falta de talento com a bola nos pés o tirou dos campos e o levou para as pistas.

“Meu problema era que jogava de cabeça baixa, olhando para a bola, e sempre acabava trombando com outro jogador. Sempre sentia que precisava trabalhar o dobro dos outros jogadores para conseguir metade do resultado”, brincou o britânico.

Compatriota e companheiro de Hamilton na McLaren, Jenson Button tem ainda outra coisa em comum com o colega: a simpatia pelo Arsenal. Mas o experiente piloto torce também pelo Bristol City, que atualmente disputa a segunda divisão do futebol local. Completando a lista dos fãs de times ingleses, o australiano Mark Webber adquiriu simpatia pelo Sunderland enquanto morava na Grã-Bretanha.

Com seis alemães no grid da Fórmula 1, é natural que grande parte das atenções dos pilotos estejam voltadas para o campeonato nacional. O Bayern de Munique é um dos clubes que mais adeptos tem na pista (veja tabela): Adrian Sutil e Nico Rosberg são torcedores do time. Líder do Mundial de Pilotos, Sebastian Vettel é fã do Eintracht Frankfurt, enquanto o heptacampeão Michael Schumacher torce para o Colônia. Completando a lista de pilotos alemães que gostam de futebol, Nick Heidfeld é torcedor do Borussia Mönchengladbach.

Na Itália, as atenções estão concentradas entre a Internazionale, equipe de Vitantonio Liuzzi, e a Roma, time predileto de Jarno Trulli.

Pilotos também se arriscam nas peladas

Nas horas vagas, alguns pilotos gostam de jogar futebol. Em Mônaco, por exemplo, uma tradicional partida com os competidores é disputada anualmente. Alguns tomam gosto pela coisa e decidem ampliar sua carreira nos campos – caso de Sebastian Vettel nesta temporada.

O alemão participou de um treino do New York Red Bulls, equipe que disputa a Major League Soccer e que tem o mesmo patrocinador da sua equipe. O francês Thierry Henry e o mexicano Rafa Márquez são os jogadores mais famosos do time.

Michael Schumacher também gosta de se aventurar nos gramados – o alemão, inclusive, já veio ao Brasil mais de uma vez para participar de partidas festivas. Em 2005, em uma visita ao país, o piloto admitiu ser um jogador de futebol frustrado.

Brasileiros têm relação de carinho com suas equipes

Como não poderia deixar de ser, os pilotos brasileiros também gostam de futebol. É o caso de Rubens Barrichello, que torce pelo Corinthians – equipe que também contava com o apoio de Ayrton Senna. Rubinho já participou de algumas festas do time paulista e sempre é visto usando a camisa do alvinegro em finais de semana de corrida.

“Tenho uma semelhança muito grande com o Corinthians por esse negócio da garra. Às vezes leva 1 a 0, quando parece que está perdendo, vai lá e ganha de virada”, declarou Barrichello, no ano passado, durante as comemorações do centenário da equipe.

Felipe Massa, por sua vez, torce pelo São Paulo. Quando sofreu grave acidente em 2009, o piloto foi homenageado pela equipe, que, durante jogo do Campeonato Brasileiro, exibiu mensagens de apoio enviadas pelos torcedores no telão do Morumbi.

Veja as equipes dos pilotos fanáticos por futebol:

Piloto Time de coração
Rubens Barrichello (BRA) Corinthians (BRA)
Felipe Massa (BRA) São Paulo (BRA)
Fernando Alonso (ESP) Real Madrid (ESP)
Jaime Alguersuari (ESP) Espanyol (ESP)
Heikki Kovalainen (FIN) Barcelona (ESP)
Lewis Hamilton (ING) Arsenal (ING)
Jenson Button (ING) Arsenal (ING) e Bristol City (ING)
Mark Webber (AUS) Sunderland (ING)
Jarno Trulli (ITA) Roma (ITA)
Vitantonio Liuzzi (ITA) Internazionale (ITA)
Sebastian Vettel (ALE) Eintracht Frankfurt (ALE)
Michael Schumacher (ALE) Colônia (ALE)
Nico Rosberg (ALE) Bayern de Munique (ALE)
Adrian Sutil (ALE) Bayern de Munique (ALE)
Nick Heidfeld (ALE) Borussia Mönchengladbach (ALE)
Pastor Maldonado (VEN) Aragua (VEN)


 

Leia tudo sobre: rubens barrichellof1futebolpilotosfelipe massa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG