Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

FIA define local para uso da asa traseira móvel na China

Dispositivo poderá ser usado na metade final da reta oposta, e será desligado na freada da curva 14

iG São Paulo |

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) divulgou nesta quarta-feira em qual trecho do circuito de Xangai os pilotos poderão usar a asa traseira móvel durante o Grande Prêmio da China, que acontece neste domingo. A medição – para ver se o competidor está a menos de 1s daquele que pretende ultrapassar – será feita na curva 12, e o dispositivo poderá ser acionado na reta oposta, entre as curvas 13 e 14.

Siga o iG Automobilismo no Twitter.

Arte iG Automobilismo/Google Maps
Veja o local em que a asa traseira móvel será medida e usada na China

Porém, a asa móvel não poderá ser usada em toda a reta, que tem 1,2km de extensão. O pilotos deverão acionar o dispositivo apenas a partir da metade do trecho, e, na freada para a curva 14, ele será desligado automaticamente. Para auxiliar os competidores, assim como acontece em todas as outras corridas da temporada, uma luz verde se acenderá no volante, sinalizando a permissão para mover a asa traseira.

Vale lembrar que será permitido o uso do dispositivo apenas se não chover. A FIA proíbe seu uso em pista molhada.

Leia tudo sobre: Asa traseira móvel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG