Ex-diretor técnico havia sido demitido da escuderia após GP da Espanha, mas ainda permanecia na empresa

Depois de se desligar da Ferrari em maio deste ano após o Grande Prêmio da Espanha , o ex-diretor técnico Aldo Costa, que estava na escuderia desde 2007, encerrou definitivamente seus serviços na empresa italiana, de acordo com reportagem do site da revista britânica Autosport .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O dirigente cumpria novas funções na fábrica, não necessariamente ligadas à Fórmula 1 . Costa saiu da escuderia de F1 em meio a um período turbulento de crises que o time de Maranello passava no início da temporada . De acordo com a Ferrari, o rompimento definitivo do do ex-diretor técnico foi “acordo de ambas as partes”.

Aldo Costa deixou também o cargo que ocupava na FOTA. O ex-dirigente da Ferrari foi substituído por James Allison , diretor técnico da Lotus Renault.

Diferentemente de maio, mês em que Costa saiu do setor de F1, a Ferrari vive o seu melhor momento dentro do Mundial. Fernando Alonso quebrou um tabu de dez GPs sem vitórias com o lugar mais alto do pódio conquistado no GP da Grã-Bretanha . O próximo desafio da escuderia será neste domingo (24) em Nurburgring , pelo GP da Alemanha .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.