Tamanho do texto

Em comparação com as paradas de Sebastian Vettel, brasileiro é 12s mais lento

O Grande Prêmio da Turquia deste domingo (8) foi marcado pelo alto número de pit stops, provocado pela acentuada degradação dos pneus na prova. A maioria dos pilotos teve de fazer quatro paradas, e, neste processo, Felipe Massa foi prejudicado pelo desempenho da Ferrari nos boxes.

Siga o iG Automobilismo no Twitter .

O brasileiro começou a ser atrapalhado em sua primeira parada. Pouco antes de ir para os boxes, o ferrarista ultrapassou Lewis Hamilton. Porém, nos boxes, Massa gastou 22s022 em sua troca de pneus. A McLaren fez o trabalho mais rápido: o britânico gastou 20s833 no pit lane e voltou para a pista na frente.

Na quarta parada, Massa voltou a perder tempo. A Ferrari teve problemas para trocar o pneu traseiro direito, e o brasileiro demorou 26s865 para retornar. Como faltavam 12 voltas para o fim, o piloto, que voltou em 13º, viu diminuírem suas chances de conseguir uma boa posição.

No total, a Ferrari desperdiçou 1min33s500 nas quatro paradas que Felipe Massa fez na Turquia. O tempo é mais de sete segundos maior do que a escuderia gastou com Fernando Alonso: 1min26s121. Em comparação a Sebastian Vettel, vencedor da prova, a diferença é ainda maior: o piloto da Red Bull desperdiçou somente 1min21s609 em seus pit stops.