Tamanho do texto

Nervoso após o Grande Prêmio de Mônaco, britânico diz que se sente prejudicado por punições

EFE
O russo Vitaly Petrov teve de deixar o Circuito de Mônaco de ambulância após acidente
O piloto Lewis Hamilton ficou insatisfeito com a punição drive-through que recebeu neste domingo (29), durante o Grande Prêmio de Mônaco . O britânico foi penalizado por toque com Felipe Massa. Além disso, ele também se envolveu no incidente que causou bandeira vermelha na prova e no abandono de Pastor Maldonado .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Fui por dentro do Maldonado e você pode ver que ele freou cedo demais para deter minha ultrapassagem e bateu em mim. Isso é ridículo. Esses pilotos são absolutamente ridículos, é idiota”, disse Hamilton, em entrevista à BBC , sobre o lance que causou o abandono do venezuelano. O britânico também não acha que teve culpa no acidente com Massa.

“Eu estava muito mais rápido que o Massa, fui por dentro e ele apenas fez a curva mais cedo do que deveria, então eu tentei ir pela zebra para evitá-lo e acabamos tocando. Claro que eu que recebi a punição, o que é normal. Ele me atrapalhou no classificatório e eu que sou punido. Ele errou a curva e eu que sou punido”, completou.

O britânico ainda afirmou: “talvez isso aconteça porque sou negro, é o que diz Ali G (personagem do humorista Sacha Baron Cohen). Eu não sei. Apenas acho que as pessoas querem me ver correndo, querem ver ultrapassagens, e você se cansa por tentar ultrapassar”, concluiu.