Red Bull falhou no pit stop de Vettel, McLaren atrapalhou seus dois pilotos e Alonso garantiu a primeira vitória da Ferrari no ano

O Grande Prêmio da Grã-Bretanha desse domingo (10) serviu para quebrar a imagem de perfeição que a Red Bull passou até então na temporada. Pela primeira vez em 2011, a equipe cometeu um erro crasso em um pit stop – falha que fez Sebastian Vettel perder a liderança da prova para Fernando Alonso.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Além disso, Mark Webber deixou a prova insatisfeito com as ordens que recebeu da escuderia durante briga por posição com seu companheiro . Com a falha da rival, Alonso aproveitou para vencer sua primeira corrida no ano e colocar fim a um tabu de dez provas sem vitórias da Ferrari .

A corrida em Silverstone também foi marcada pelo fim decepcionante dos pilotos da McLaren e por muitas disputas entre os competidores das três melhores equipes do Mundial de Construtores . Relembre os principais lances da prova a seguir.

1) Vettel dispara na largada

Pela segunda vez na temporada, Vettel não largou na frente – isso também havia acontecido em Barcelona . Assim como na Espanha, quem roubou a hegemonia de poles do alemão foi seu companheiro de equipe. Porém, a vantagem de Webber durou pouco. Já nos primeiros metros, Vettel ultrapassou o australiano e colocou seu carro na liderança da corrida.

Ainda na largada, Felipe Massa perdeu a quarta posição para Jenson Button. Mas o brasileiro conseguiu se recuperar e devolveu a ultrapassagem logo na segunda volta. O britânico ainda seria superado por seu colega de equipe, Lewis Hamilton, que, em um início impressionante de corrida, saltou da décima para a quinta colocação.

2) Duelo de rivais

Após a primeira rodada de pit stops, Hamilton se viu na quarta colocação , atrás de Alonso. Começaria ali o duelo entre dois campeões mundiais, que se tornaram rivais quando guiaram juntos pela McLaren, em 2007. O britânico passou a imprimir um ritmo mais forte e, na 15ª volta, superou o espanhol, para delírio da torcida local.

A festa em Silverstone, porém, durou pouco tempo. Alonso não se resignou com a quarta colocação e passou a forçar o ritmo. Na 22ª volta, o ferrarista já estava colado na McLaren do rival. O troco veio no giro 24, quando o espanhol, com o auxílio da asa traseira móvel, ultrapassou o britânico e retomou ao terceiro lugar.

3) Red Bull tira a liderança de Vettel

Líder do Mundial de Pilotos , Vettel não encontrou problemas para manter a liderança até a 27ª volta. Neste giro, o alemão partiu para a segunda parada, e Alonso, que vinha na segunda posição, foi para os boxes na sua cola.

A troca dos pneus do espanhol demorou 23s974, enquanto Vettel gastou 31s558 nos pits. A Red Bull teve problema na troca dos pneus do alemão, permitindo que o ferrarista assumisse a liderança da corrida – posição na qual permaneceu até o fim.

4) Decepção para os donos da casa

Os pilotos da McLaren eram os principais candidatos a fazerem a festa da torcida britânica em Silverstone. Porém, a dupla teve um final de prova decepcionante. A começar por Button: na 40ª volta, o piloto foi liberado dos boxes sem que sua roda dianteira direita estivesse presa. O pneu se soltou poucos metros após a saída do pit lane, e o britânico teve de abandonar o GP. A McLaren foi multada em cerca de R$ 11 mil pelo incidente .

Hamilton, por sua vez, caminhava para a terceira colocação e, consequentemente, o pódio. Porém, na parte final da prova, o piloto teve de diminuir o ritmo para economizar combustível – deste modo, Webber conseguiu superá-lo.

5) Red Bull x Red Bull e Massa x Hamilton

No fim da prova, o pódio parecia definido: Alonso mantinha vantagem confortável na liderança, seguido por Vettel, que, com o resultado, seguiria tranquilamente na ponta do Mundial de Pilotos , e Webber, que assumiria a segunda colocação no campeonato de forma isolada. Porém, o australiano queria mais e partiu para tentar ultrapassar seu companheiro de Red Bull.

Vettel conseguiu manter a posição, e Webber terminou mesmo em terceiro. O australiano admitiu que, durante a manobra, desobedeceu ordens que recebeu da escuderia. Chefe da Red Bull, Christian Horner prometeu uma conversa em particular com seu comandado para resolver o assunto .

Outra briga incrível no fim da corrida aconteceu entre Massa e Hamilton. Na quarta posição, o britânico teve de diminuir seu ritmo para não ficar sem combustível, o que permitiu a rápida aproximação do brasileiro. Os dois travaram um belo duelo na última curva, e o piloto da McLaren levou vantagem, para garantir sua quarta posição.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.