Taxa de importação e segurança local são preocupações das escuderias da Fórmula 1

Presidente da Associação de Equipes da Fórmula 1 (FOTA, na sigla em inglês), Martin Whitmarsh, chefe de equipe da McLaren, revelou que as escuderias estão insatisfeitas com as taxas que terão de pagar quando viajarem para a Índia para a disputa da corrida local, que acontecerá no dia 30 de outubro.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

De acordo com as leis locais, o equipamento que as equipes levarão para o país será taxado como importação. Os organizadores da corrida, no entanto, estão trabalhando para que nada seja cobrado das escuderias.

“Você não quer ir para um lugar onde será punido por isso”, declarou Whitmarsh.

A segurança também é uma preocupação em relação ao Grande Prêmio da Índia. Na última semana, um atentado terrorista matou mais de dez pessoas em Nova Délhi .

“Estamos constantemente em contato com a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e com os organizadores para sabermos os requerimentos de segurança para a corrida. Nossa meta é oferecer a melhor segurança possível e o planejamento técnico já estará pronto ao fim da semana”, afirmou Jyoti Narayan, superintendente da polícia local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.