Tamanho do texto

Proibição do difusor aquecido e mudança no posicionamento do escapamento são algumas das diferenças para a temporada passada

O carro 2012 da Ferrari em pouco se assemelha ao design de seus antecessores e parece ser o primeiro bólido de uma nova geração da equipe de Maranello. Em linha com as tendências recentes, a suspensão traseira do novo carro é baseada no sistema pull-rod. A última vez que esse sistema de suspensão foi usado na Fórmula 1 foi em 2001 na Minardi PS01. Mas muito mais surpreendente é a parte frontal.

Leia também: Confira as diferença entre os carros de 2011 e 2012 da Ferrari por todos os ângulos

O carro apresentado nesta sexta-feira (3) tem a parte frontal mais baixa (adotado para cumprir os novos regulamentos), com uma espécie de degrau no bico, e tem um baixo centro de gravidade.  Outra área de grande inovação da Ferrari são os sidepods (partes laterais do carro) e, em particular, as estruturas de colisão, localizadas à frente deles, que estão agora separadas do carro, ao invés de integrada às duas pequenas asas.

A extensão plana do assoalho também foi reduzida. Dessa forma, os projetistas esperam que a nova Ferrari tenha uma melhoria na parte aerodinâmica. Os sidepods são mais estreitos e as saídas dos escapamentos estão posicionadas em uma parte mais inferior à da área obrigatória especificada nas novas regras. Outro ponto que merece destaque é que, no lançamento, o novo bólido ainda contou com equipamentos do carro de 2011, enquanto algumas peças ainda estão em desenvolvimento.


Entenda as principais mudanças da F1 em 2012

Bicos mais baixos

Para aumentar a segurança dos pilotos, a FIA decidiu reduzir a altura da parte frontal dos carros. Os bicos de todos os carros da temporada agora têm que ser 150 milímetros mais baixos do que a altura dos cockpits, o que fez alguns colocarem uma espécie de degrau no local.

Mudanças no posicionamento do exaustor - Parte Lateral

Para 2012, a FIA baniu o difusor aquecido, que ajudava na aerodinâmica dos veículos, e fez algumas restrições quanto ao posicionamento do exaustor. Os exaustores, para esta temporada, devem estar colocados no chão imediatamente à frente do difusor.

Parte Superior

Com o banimento dos difusores aquecidos, a FIA impôs novas restrições ao posicionamento das saídas do escapamento para 2012. Agora só pode haver uma saída em cada lado do carro.

Sistemas de escapamento mais simples

As novas restrições sobre o posicionamento da saída dos escapamentos para 2012 farão com que os sistemas dos escapamentos adotados pelas equipes sejam mais simples do que os da temporada passada. As saídas inferiores posicionados no chão não são mais permitidas. O resultado deve ser o desenvolvimento de projetos menos complexos, com menor variação entre as equipes.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Suspensão reativa da Lotus

Em novembro de 2011, no teste de jovens pilotos em Abu Dhabi, a Lotus (então Renault) testou um sistema de suspensão reativa. O sistema ajuda o carro a manter a altura atingida na aceleração mesmo em processo de frenagem, o que impulsiona a estabilidade e desempenho aerodinâmico dos carros. A suspensão testada pela Lotus é totalmente mecânica e é ativada por torque dos freios. É reativa e não ativa (estando, teoricamente, dentro das regras). Porém, a aprovação do sistema testado pela Lotus ainda não foi definida pela FIA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.