Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Entenda as novidades dos carros 2011 da Fórmula 1

Asa traseira móvel e KERS foram introduzidos, enquanto o duto frontal e os difusores duplos foram proibidos

iG São Paulo |

A Fórmula 1 começou 2011 com uma série de mudanças em seu regulamento. As principais novidades têm como objetivo aumentar o número de ultrapassagens por corrida e proporcionar mais espetáculo para os fãs.

A primeira delas é a asa traseira móvel. Por meio de um botão em seu volante, o piloto pode alterar a inclinação da peça, modificando a passagem do ar e interferindo na aerodinâmica do carro. Porém, o trunfo pode ser usado apenas em pontos pré-determinados de cada circuito, e quando um competidor estiver a no máximo 1s do carro da frente. Quando essas duas situações forem obedecidas, uma luz verde se acenderá no volante para sinalizar que o piloto pode mover sua asa traseira.

O retorno do KERS (Sistema de Recuperação da Energia Cinética) – introduzido em 2009 e banido na última temporada – também visa aumentar o número de ultrapassagens. O sistema reutiliza a energia que seria desperdiçada em curvas e freadas e a armazena em uma bateria, que fica à disposição do piloto para ser usada a qualquer momento da prova e aumentar a potência do carro. Todos os competidores podem começar a prova com a bateria carregada, para ajudar a atacar ou a manter posição na largada. Para compensar a implantação do sistema, a Fórmula 1 permitiu que o peso mínimo dos carros subisse para 640kg – 20 a mais do que em 2010.

Os pneus também estão diferentes neste ano. A Bridgestone deixou a categoria e a Pirelli assumiu como fornecedora oficial da Fórmula 1. Espera-se que os produtos da empresa italiana sofram maior degradação, aumentando o número de pit stops por piloto durante as corridas. Além disso, para evitar que os pneus se soltem do carro, as peças terão de ser presas com uma amarra extra, que deve ficar presa em uma parte diferente da suspensão.

As demais mudanças no carro dizem respeito a proibições. O duto frontal – que, por meio da passagem de ar pelo cockpit e do movimento do piloto, alterava as características aerodinâmicas do carro – e os difusores duplos foram proibidos. A altura máxima dos difusores também foi alterada: é de agora 125 milímetros, 50 a menos do que em 2011.

Leia tudo sobre: KERSAsa traseira móvelPirelli

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG