Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Em nota, Ferrari diz que decisão de deixar a Fota foi difícil

Escuderia anunciou nesta sexta-feira seu desligamento da Associação das Equipes de Fórmula 1

iG São Paulo |

A Ferrari anunciou nesta sexta-feira (2) seu desligamento da Associação das Equipes de Fórmula 1 (Fota). Outra escuderia que comunicou sua saída foi a Red Bull. A decisão foi anunciada pelo presidente da entidade, Martin Whitmarsh.

Leia também: Ferrari e Red Bull deixarão a Fota no início de 2012

Em nota divulgada pela imprensa, a Ferrari afirma que essa foi "uma decisão difícil e pensada por um longo tempo, tomada com dor no coração, depois de ser analisado o atual impasse sobre algumas questões que foram a base para o nascimento da associação".

As duas escuderias não concordam com o Acordo de Restrição de Gastos imposto pela organização para permitir maior igualdade de condições. De acordo com a equipe italiana, é preciso um novo "impulso" para a entidade. Na nota, a Ferrari disse que, apesar do "excelente trabalho realizado por Whitmarsh", a entidade precisa "encontrar pontos de concordância entre as diferentes posições para alcançar o bem comum".

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A nota ainda aponta que "a Ferrari continuará trabalhando em conjunto com outras equipes para tornar mais eficaz e eficiente o atual acordo sobre controle de custos, a fim de modificá-lo e torná-lo mais rigoroso em determinados aspectos como a aerodinâmica e os testes, para estendê-los para áreas que atualmente não são envolvidas, como o motor".

"A Fórmula 1 está atravessando, como todo o resto do mundo, uma fase muito delicada e nosso desejo é trabalhar com todas as partes envolvidas para o futuro de um esporte que representa a máxima expressão da tecnologia automobilística esportiva", concluiu a nota.

* Com Agência ANSA

Leia tudo sobre: martin whitmarshfotaferrarired bullfórmula 1f1

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG