Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Ecclestone pode ser acusado de corrupção na venda de ações da F1

Chefão da F1 é acusado de subornar ex-banqueiro em US$ 50 milhões

Warm Up |

Bernie Ecclestone saberá nesta quarta-feira (6) se terá de se apresentar à justiça alemã para se defender de acusações de corrupção. O presidente da FOM, que controla os direitos comerciais da Fórmula 1, teria pagado suborno de US$ 50 milhões a Gerhard Gribkowsky, ex-gerente de riscos do banco alemão BayernLB, à época da venda de ações da F1 do banco ao grupo CVC.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Em 2006, o banco possuía 48% das ações da SELC Holdings, que controlava as receitas advindas dos direitos comerciais da F1 antes do grupo CVC. Gribkowsky foi o responsável por intermediar as vendas das ações ao CVC, mas teria recebido de Ecclestone a quantia de US$ 50 milhões para não fazê-la corretamente. O ex-banqueiro está preso desde o início do ano, por ter persuadido o BayernLB a realizar a venda sem uma avaliação correta do real valor da transação. Gribkwosky é acusado de fraude, corrupção e suborno, e alega que o dinheiro recebido por ele foi pago por Bernie Ecclestone.

O presidente da FOM nega que tenha qualquer envolvimento com a transação. “Não fiz nada, não faço ideia de quais acusações eles podem me fazer”, disse Ecclestone, em entrevista ao jornal britânico The Times. “Fiz tudo o que tinha que fazer durante a investigação e cooperei totalmente com os responsáveis na Alemanha. Até onde sei, não há problemas”, completou.

De acordo com outro jornal inglês The Guardian a decisão da justiça alemã sobre se Ecclestone será chamado para depor na corte sairá nesta quarta. Caso o chefão da F1 seja chamado, a provável acusação será de ter sido cúmplice de Gerhard Gribkowsky na avaliação propositadamente errada dos valores das ações da F1.

O jornal londrino Telegraph acredita que tenha sido oferecida uma redução de pena para Ecclestone, caso ele cooperasse e oferecesse provas contra Gribkowsky. Nesse caso, a punição poderia ser apenas uma multa em dinheiro. “Contanto que não seja muito”, brincou Ecclestone, que logo depois ressaltou: “Estou apenas brincando.”

 

Leia tudo sobre: f1bernie ecclestonesilverstonefórmula 1fom

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG