Dirigente afirmou que não gostaria que a F1 deixasse o país como fez com a África do Sul

Bernie Ecclestone afirmou que gostaria de ver o Bahrein como sede da Fórmula 1 em 2012 – a princípio, a corrida no local está confirmada para a próxima temporada. O chefe da categoria disse ter recebido garantias de que o país poderá receber uma prova com segurança.

Veja também: Confira fotos das musas do automobilismo em 2011

“Tenho garantias de que está tudo bem lá. Eu quero ir para lá. Ficaria feliz em ir”, disse Ecclestone, em entrevista ao jornal britânico The Guradian , afirmando que leu relatórios independentes, sem ligação com o governo local.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O dirigente espera que a F1 não tenha de deixar o país como fez com a África do Sul – segundo Ecclestone, por conta do apartheid.

“Testemunhei coisas que aconteceram lá e me entristeceram. Pensei que não haveria maneira de continuarmos. Espero que possamos ir ao Bahrein sem problemas. Espero que a corrida aconteça e que o público fique feliz, sem dramas”, declarou o chefe da F1.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.