Chefe da F1 afirma que não pode esperar pela resposta dos organizadores do circuito em Austin até 7 de dezembro

O Grande Prêmio dos Estados Unidos de Fórmula 1 programado para 2012 será cancelado se os organizadores não firmarem um contrato e pagarem o valor devido até o final da próxima semana , disse à Reuters na quinta-feira (17) o chefe administrativo da categoria, Bernie Ecclestone.

Leia também: Petrov desabafa sobre problemas na Lotus Renault e cogita saída

O britânico, de 81 anos, disse que sua paciência com os organizadores da corrida em Austin, no Texas, tinha acabado e ele não estava disposto a esperar além do Grande Prêmio do Brasil, em Interlagos, dia 27 de novembro, que encerra a atual temporada.

Perguntado se havia estabelecido um prazo até 7 de dezembro, quando o Conselho Mundial de Automobilismo da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) se reúne na Índia para ratificar o calendário final de 2012 , Ecclestone disse que não podia esperar tanto tempo.

"Precisa ser antes disso. Nós não precisamos de qualquer prazo, tendo de correr no último minuto para fazer algo. Isso é ir longe demais", disse.

"Os proprietários do Circuito das Américas têm a próxima semana, de qualquer maneira. Nós vamos estar no Brasil, então eles podem voltar na próxima semana", acrescentou.


Questionado se a corrida será cancelada se não houver acordo, Ecclestone foi taxativo: "Sim".

O chefe da Fórmula 1 negou que poderia estar fazendo mais esforço para manter Austin no calendário se não tivesse fechado um acordo para um GP em Nova Jersey, tendo Manhattan como cenário, a partir de 2013 .

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Não há nada para salvar", disse ele, irritado. "O que você quer que eu faça, espere até o próximo ano? Coloque todos os nossos carros na pista, corra ao redor do circuito e volte sem dinheiro? As equipes querem pagamento", concluiu.

Alguns chefes de equipe sugeriram, quando a notícia das dificuldades em Austin surgiram pela primeira vez, que tudo parte de um padrão já conhecido de malabarismo político e que um acordo seria alcançado no desfecho das negociações.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.