Chefe da Fórmula 1 afirmou que as equipes seriam contra a retirada de algumas corridas especiais do ano

O calendário 2012 da Fórmula 1 terá, a princípio, 20 corridas. Porém, outros países já demonstraram interesse em receber a categoria – entre eles a França e a Rússia, já confirmada para a temporada de 2014. Por isso, Bernie Ecclestone admitiu que o número de provas pode aumentar.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Podemos ter 21 corridas”, disse Ecclestone, em entrevista ao jornal britânico The Daily Express .

De acordo com o chefe da Fórmula 1, a solução para incluir novas corridas sem diminuir o calendário é ameaçar tirar uma das etapas prediletas das equipes.

“Depende de onde. Se dissermos que é melhor nos livrarmos de Mônaco, eles diriam que é melhor não”, concluiu Ecclestone.

Em entrevista à agência de notícias Reuters , Adam Parr, dirigente da Williams, admitiu que as equipes poderiam considerar a possibilidade de mais etapas no ano, desde que os finais de semana de corrida fossem menores.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.