Para chefão da F1, os concorrentes este ano são melhores do que os que competiam contra o heptacampeão

O alemão Sebastian Vettel venceu seis das primeiras oito etapas do Mundial de Fórmula 1 . Mesmo assim, não conseguirá igualar o início de Michael Schumacher pela Ferrari em 2004: 12 triunfos nas primeiras 13 corridas. Para o britânico Bernie Ecclestone, o feito do germânico da Red Bull é mais impressionante.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O presidente da Formula One Management, administradora da F1, argumenta que Vettel está enfrentando uma concorrência mais forte, como o próprio Schumacher, o bicampeão Fernando Alonso e os campeões Jenson Button e Lewis Hamilton, além dos brasileiros Rubens Barrichello e Felipe Massa, que já foram vice na categoria.

"A competição que Sebastian está enfrentando é muito maior. Isso faz com que as vitórias de Seb sejam ainda mais notáveis", explicou.

Ecclestone ainda acredita que a Red Bull pode impor um domínio parecido ao da Ferrari no início dos anos 2000. A escuderia de Maranello venceu cinco campeonatos seguidos de 2000 a 2004.

"Eu não vejo motivo para que não haja uma 'Era Red Bull' da mesma maneira que houve com a Ferrari. Sebastian está em uma posição parecida com a de Michael. Ele é o melhor atualmente e é por isso que está dominando. É isso que deixa interessante para os fãs, porque cada corrida começa com uma grande pergunta: quem poderá bater Vettel?", concluiu.

Por enquanto, apenas o segundo colocado do campeonato Button, no Canadá, e Hamilton, na China, conseguiram batê-lo. Ele lidera o Mundial com 186 pontos, a 77 do vice-líder.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.